Sábado,
18 de Setembro de 2021

Publicado em 21 de Maio de 2021 (Atualizado Há 4 meses atrás)

Meus Amigos e Minhas Amigas,

O Governo do Estado do Tocantins anunciou a retomada das aulas presenciais nas redes pública e privada, além de flexibilizar outras atividades.

Sou um daqueles que defende a retomada das atividades econômicas com cuidado e responsabilidade, entretanto, não concordo com as aulas presenciais em função do ambiente escolar produzir aglomerações inevitáveis e diárias em que pese o esmero dos responsáveis.

Temos acompanhado o aumento da vacinação, entretanto, longe de acharmos que a situação está perto de ser controlada, daí a necessidade de continuarmos vigilantes e tentarmos dificultar ao máximo a proliferação.

Crianças, por exemplo, podem não ter os cuidados de adultos e está provado que elas também pegam o vírus.

As últimas notícias dão conta que no Rio Grande do Sul casos e internações voltam a crescer ampliando risco de nova onda; no Maranhão (pertinho da gente) confirmada a presença da cepa indiana.

 A realidade é extremamente preocupante, com certeza por isso no Distrito Federal o Governador de Brasília Ibaneis Rocha anunciou que a volta das aulas presenciais na rede pública de ensino está marcada somente para o mês de agosto após a imunização de todos os professores.

Tal atitude não deixa de ajudar, mas, o ideal seria que os alunos também tivessem vacinados.

Voltando ao Tocantins...

Penso que justificar que desde março o Estado teve uma redução superior a 30% nas internações em leitos clínicos e UTIs Covid, que as filas de espera estão zeradas e ampliação de leitos em alguns municípios não é suficiente e nem garante que não é um risco muito grande para a vida de muitas pessoas essa retomada das aulas presenciais seja na esfera pública ou privada.

Porque não esperar mais um pouco e seguir o exemplo do Distrito Federal?

Essa é a minha Opinião!!!

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Seu comentário aguardará aprovação antes de ser publicado no site

Sem Comentários