Quarta - Feira,
26 de Janeiro de 2022

Publicado em 26 de Novembro de 2021 (Atualizado Há 2 meses atrás)

Meus Amigos e Minhas Amigas,

A questão que envolve a instalação de estações elevatórias de esgotos por parte da empresa BRK Ambiental em Miracema do Tocantins tomou proporções que nem a concessionária e muitos menos as autoridades municipais imaginavam.

Estabelecendo uma execução inversa da lógica e do que é correto, a empresa resolveu iniciar os trabalhos, que por sinal estão acelerados, antes de qualquer esclarecimento àqueles que na minha opinião são os atores principais nesse processo, os protagonistas, aqueles que estarão recebendo os benefícios e/ou obrigados a conviver com os malefícios da obra que são os habitantes.

Sem querer entrar no mérito da questão abordando prós e contras pois já é de conhecimento público e de amplo debate, confesso que estranhei a falta de posicionamento firme e na hora apropriada dos poderes constituídos do município, leia-se executivo e legislativo.

Na minha opinião...

Ambos se comportaram como expectadores privilegiados que confortavelmente instalados deixaram correr frouxo para descobrirem onde as águas desaguariam.

Afinal...

Dizem que boca fechada não entra mosquito ou quem não toma partido não se desgasta!

Ambos se posicionaram  por livre e espontânea influência da voz rouca das ruas como dizia o saudoso Ulisses Guimarães, até porque  Feijão só vai na pressão.

A câmara tomou para si a Audiência Pública depois de muito tempo, mas, antes tarde do que nunca, e a Prefeitura emitiu uma nota descansada também pedindo que a empresa " suspenda imediatamente todas as obras relacionadas à implantação da rede de esgotamento sanitário no município de Miracema até  que se encerrem todas os mecanismos de debate com a população e as tratativas do contrato 313/1999'.

A pergunta que não quer calar é a seguinte...

Porque não se antecipou aos fatos respeitando seus munícipes evitando que a BRK iniciasse os serviços? Ficou claro que não era do seu interesse discutir, ouvir e nem dar satisfações para o povo de Miracema em relação ao tema.

Bem sei...

Que situações entre executivo e a concessionária estão sempre em pauta, principalmente por ocasião da renovação da autorização para explorar os serviços de comercialização de água no município.

Licenças são renovadas em meio a contrapartidas, discussões que acontecem em todas as gestões, portanto, é irreal querer tirar o corpo fora alegando que tudo que está acontecendo é decorrência apenas de uma lei de 22 anos atrás.

Não...

Em todas as gestões as cartas são colocadas sobre a mesa e as negociações ocorrem muitas das quais contemplando a cidade, beneficiando a população, outras não.

O problema é mais grave do que se imagina, até porque o imbróglio já está na esfera judicial e oportunamente teremos desdobramentos na expectativa que sejam benéficos para a população que não é contra a instalação da rede de esgoto, mas, a maneira com que o processo foi e está sendo conduzido, pelo menos até hoje.

Essa é a minha Opinião!

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Seu comentário aguardará aprovação antes de ser publicado no site

1 comentário

Pierre Macedo

Há 2 meses atrás

Leal, seu comentário foi exatamente cirúrgico, pois expressou exatamente o que a população gostaria com todas as letras de falar. Parabéns por falar e defender os interesses da coletividade. Pierre Macedo.