Segunda - Feira,
19 de Abril de 2021

Publicado em 13 de Fevereiro de 2021 (Atualizado Há 2 meses atrás)

Meus Amigos e Minhas Amigas,

 

 

Se não estivéssemos vivenciando essa pandemia, hoje seria o primeiro dia de carnaval, a largada para o período momesco.

 

 

Mesmo sem nunca ter gostado tanto da festa pelo meu jeito de ser, mas, sem ter nada contra, gosto de observar a movimentação, compartilhar a alegria daqueles que brincam com a "pureza das respostas das crianças como diria o grande Gonzaguinha.

 

 

Pois bem...

 

 

A realidade é outra!

 

 

Decretos e mais decretos proibindo a alegria. Alguém imaginou que um dia teríamos decretos proibindo pessoas de se divertirem?

 

 

Pois é, eles existem, e para o nosso bem, mesmo que tragam em seu bojo  tristeza para aqueles que nessa época aproveitam para ganhar um dinheirinho extra.

 

 

Por falar em dinheiro lembro-me " Ei você aí me dá um dinheiro aí, me dá um dinheiro aí" trecho de uma linda marchinha de carnaval que fazia muito sucesso no querido Iracema Club de tantas lembranças e saudades.

 

 

" E por falar em saudade onde anda você, onde anda seus olhos..." como diria Cauby, fazem lembrar os carnavais da Miracema do Norte com suas caravanas vindas de Goiânia e Brasília recepcionadas na rodoviária do saudoso Beltrão que após chegarem percorriam nossas ruas saudadas por nossa gente.

 

 

Os blocos do carnaval de rua, o Chapéu de Palha do Valter e Rancho Alegre do Vovô motivo de composições de Henos Belmiro Souto que Goianir José Sales eternizou através de sua bela voz.

 

 

Um tempo que não volta mais...

 

 

A esperança é que ano que vem estejamos livres para brincar, divertir, reencontrar e abraçar nossos amigos com o carinho que eles merecem.

 

 

Mesmo que o carnaval não seja mais o mesmo, não importa, o que vale é a amizade, a satisfação do reencontro.

 

 

Enquanto isso...

 

 

Vamos continuar recordando, e se pudermos vamos ouvir aproveitando a tecnologia de hoje as marchinhas que tanto nos fizeram sorrir.

 

 

"Eu mato, eu mato, quem roubou minha cueca pra fazer pano de prato"...

 

 

Essa é a minha Opinião!

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Seu comentário aguardará aprovação antes de ser publicado no site

Sem Comentários