Bolsonaro vai de helicóptero até cidade goiana e causa aglomeração com apoiadores em lanchonete

Palácio do Planalto não informou sobre agenda do presidente.

Publicado em: 30 de Maio de 2020
Foto Por: Reprodução/TV Anhanguera
Autor: Lis Lopes, G1 GO
Fonte: G1
Jair Bolsonaro lancha com máscara pendurada no ombro em lanchonete de Goiás

O presidente Jair Bolsonaro deixou o Palácio do Planalto na manhã deste sábado (30) e fez um voo de helicóptero até Abadiânia, no Entorno do Distrito Federal. Após pousar, Bolsonaro foi até uma lanchonete na BR-060, onde foi fotografado com uma máscara pendurada no ombro enquanto comia um salgado. A visita do presidente gerou aglomeração no local.

 

O G1 entrou em contato com o Palácio do Planalto, que não deu informações sobre a agenda do presidente.

 

Segundo uma funcionária da lanchonete, que não quis se identificar, a visita foi rápida e bastante movimentada. “Ele já saiu, mas tem muita gente com ele em uma comitiva enorme”, afirma.


O líder do governo na Câmara, deputado Major Victor Hugo (PSL-GO), postou no Twitter foto dentro do helicóptero com o presidente e com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. No post, Victor Hugo afirmou que a ida a Abadiânia foi para "conversar com a população". O ministro da Casa Civil, Braga Netto, também participou da visita.

 

Após a visita à lanchonete, o presidente e a comitiva seguiram até a Base Aérea de Anápolis, a 55 km de Goiânia. Bolsonaro chegou a fazer uma live de 21 minutos de duração em uma rede social.

 

No início deste mês, no dia 2, o presidente Jair Bolsonaro visitou um posto de gasolina às margens da BR-040, perto de Cristalina, no Entorno do DF. Na ocasião, Bolsonaro cumprimentou apoiadores e posou para fotos. Aglomerações se formaram ao redor do presidente, contrariando as orientações das autoridades sanitárias para evitar o alastramento do coronavírus.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.