Corpo de adolescente morto em Vila Kosmos será enterrado nesta terça-feira

João Vitor Moreira dos Santos tinha 14 anos e morreu no domingo (2), após ser baleado na cabeça na Zona Norte, no dia 29. A polícia investiga o caso.

Publicado em: 04 de Fevereiro de 2020
Autor: G1 Rio
Fonte: G1 Rio
Morre o adolescente atingido por bala perdida em Vila Cosmos

O enterro de João Vitor Moreira dos Santos será nesta terça-feira (4), às 13h, no Cemitério do Irajá, na Zona Norte do Rio. João tinha 14 anos e morreu no domingo (2), após ser baleado na cabeça em Vila Kosmos, na Zona Norte, na noite de quarta-feira (29).

O jovem voltava da festa de aniversário da prima de 2 anos. Ainda não está clara a circunstância na qual João Vitor Moreira dos Santos foi atingido. O adolescente chegou a ser levado para o hospital, mas não resistiu.

Em nota, a PM informou que não havia operação no momento em que o adolescente foi baleado e que a equipe do 41º BPM (Irajá) foi acionada para uma ocorrência no Hospital Getúlio Vargas, na Penha, para verificar a entrada de uma pessoa com ferimento provocado por projétil de arma de fogo.

No hospital, os policiais foram informados que o adolescente estava com o avô e a tia e foi ferido na Avenida Vicente de Carvalho, no bairro Vila Kosmos.

Outras vítimas

Em menos de 1 mês, 4 crianças e 3 adolescentes são atingidos no Rio por balas perdidas, segundo levantamento do Laboratório de Dados Fogo Cruzado, que usa informações encaminhadas por usuários e checadas por parceiros do aplicativo.

No dia 10 de janeiro, Anna Carolina de Souza Neves, de 8 anos, morreu depois de levar um tiro na cabeça no sofá de casa no bairro Parque Esperança, em Belford Roxo, Baixada Fluminense.

A família informou à polícia que disparos foram ouvidos pouco antes de a menina ser atingida. Segundo a PM, não havia operação na região em que Anna Carolina foi baleada.

A Secretaria de Polícia Civil também investiga de onde partiu um tiro de fuzil que atingiu uma jovem de 17 anos, no dia 12 de janeiro, na linha vermelha. A bala atingiu o pescoço de Juliana Medeiros e parou no banco do carro. Ela foi operada e ainda não há informações se vai ficar com sequelas.

Na semana passada, também foi atingido o menino Arthur Gonçalves Monteiro Esperança, de 5 anos, baleado na cabeça quando jogava bola com o pai, no Engenho Novo, Zona Norte do Rio. Arthur continua internado no Hospital estadual Getúlio Vargas.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.