Interiorização da Covid-19 faz seis estados do país registrarem mais mortes em cidades interioranas

Na Região Sul, todos os três estados já registram mais mortes em cidades do interior.

Publicado em: 16 de Junho de 2020
Foto Por: Divulgação
Autor: Judite Cypreste, GloboNews
Fonte: Bem Estar
Pandemia do novo coronavírus se espalha pelo interior do Brasil, onde há menos recursos

O novo coronavírus avança cada vez mais nos municípios do país e já causou mais mortes no interior de alguns estados brasileiros do que nas regiões metropolitanas das capitais.

 

Análise exclusiva feita pela GloboNews, com dados do IBGE e da plataforma colaborativa Brasil.io, mostram que pelo menos seis estados do país já registram mais mortes em cidades afastadas dos grandes centros urbanos: MG, MS, PR, RS, SC e TO.

 

Na Região Sul, todos os três estados já registram mais mortes em cidades do interior. Em Santa Catarina os números são os mais altos do país: 91% das mortes registradas estão fora da metropolitana de Florianópolis. A capital, entretanto, foi exemplo no combate à pandemia, chegando a taxa de mortalidade de apenas 1%.

 

No Rio Grande do Sul, 68% dos óbitos se encontram no interior do estado. No estado do Paraná, a taxa chega aos 60%.

 

No Norte, Tocantis é o único estado que se encontra nessa situação. No estado, o coronavírus fez mais vítimas nas cidades interioranas. Ao todo, 82% das mortes se concentram nessas cidades.

 

Já na região Sudeste, onde os estados de São Paulo e Rio de Janeiro lideram o ranking de casos e óbitos no país, Minas Gerais se destaca pelo efeito da interiorização do novo coronavírus.

 

O estado registra 71% dos óbitos nas cidades fora da região metropolitana da capital. No dia 26 de maio, o subsecretário de Vigilância em Saúde, Dario Ramalho, admitiu ao G1, em coletiva, que há subnotificação em Minas Gerais e que o governo trabalha com uma estimativa de 1 caso confirmado para 10 casos assintomáticos no estado.

 

Na região Centro-Oeste, Mato Grosso do Sul foi o único estado onde a maior parte das mortes ocorreu no interior: 67%. Os outros 33% das mortes ocorreram na capital, Campo Grande.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.