Mulher de ex-candidato ao governo de SP é assassinada em Guarujá

Advogada Virgínia Tavares Ferraz Ramos, de 38 anos, levou dois tiros quando estava chegando no trabalho.

Publicado em: 04 de Fevereiro de 2020
Foto Por: Arquivo Pessoal
Autor: G1 Santos
Fonte: G1 Santos
Advogada Virgínia Tavares Ferraz Ramos, de 38 anos, no casamento com o ex-candidato a Governador do Estado de São Paulo, Cláudio Fernando Aguiar

A advogada Virgínia Tavares Ferraz Ramos, de 38 anos, esposa do ex-candidato a Governador do Estado de São Paulo nas eleições de 2018, Cláudio Fernando Aguiar, o Prof. Claudio Fernando (PMN), morreu após levar dois tiros em uma tentativa de assalto quando chegava ao trabalho em Guarujá, no litoral de São Paulo.

(CORREÇÃO: o G1 errou ao informar que Cláudio Fernando Aguiar é candidato ao governo de SP. Ele foi candidato em 2018. A informação foi corrigida às 08h02.)

Segundo apurado pelo G1, o crime aconteceu no início da noite de segunda-feira (3). A esposa do político estava chegando no trabalho de carro, quando, segundo a Polícia Militar, entre a Avenida Miguel Alonso Gonzales e a travessa da Avenida dos Caiçaras, foi abordada por criminosos armados, que anunciaram o assalto.

De acordo com testemunhas, ela teria se assustado e acelerado o veículo em direção aos bandidos, que atiraram na vítima. Dois disparos acertaram Virgínia, um na cabeça e outro no pescoço. Eles fugiram sem levar nada.

Testemunhas acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que prestou socorro e a encaminhou ao Hospital Santo Amaro, onde precisou ser encaminhada à uma cirurgia de emergência devido ao estado grave em que se encontrava.

O Hospital Santo Amaro divulgou uma nota informando o falecimento de Virgínia durante o procedimento cirúrgico, após ter sofrido três paradas cardiorrespiratórias.

Ainda segundo apurado pelo G1, um suspeito de ter participado do crime foi capturado pela Polícia Militar ainda na segunda-feira e, com ele, foi apreendida uma pistola. Outros dois envolvidos ainda não foram localizados.

Nas redes sociais, o ex-candidato chegou a descrever e lamentar o crime. Por volta das 21h, ele também fez um apelo pedindo doação de sangue para a esposa, antes de ter a notícia que ela veio a óbito poucas horas depois do post.

Em nota, a família de Virgínia explica que ela estava chegando no comércio que gerencia, uma loja de esmaltes no bairro Santa Rosa, quando foi surpreendida pelos bandidos. A família lamenta que "a violência urbana tenha levado deste mundo mais uma grande mulher, mãe de família e esposa dedicada". O velório e o enterro de Virgínia devem acontecer nesta terça-feira.

Candidato

O Prof. Cláudio Fernando concorreu ao cargo de Governador do Estado de São Paulo nas eleições que elegeram João Dória (PSDB), em 2018. Na ocasião, o candidato teve 28.666 votos.

Além de empresário e professor universitário, Cláudio Fernando também atuou como secretário de Portos e Aeroportos em Santos e como secretário de Desenvolvimento Econômico em Guarujá.

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.