Sábado,
04 de Dezembro de 2021

Música de Clara Garcia que homenageia Marília Mendonça ultrapassa 127 mil visualizações; assista o vídeo

A cantora e compositora paulista, que viveu com a família no Tocantins cerca de 20 anos, reside atualmente a 11 meses em Goiânia (GO).

Autor: Romilton Pereira Jornalista DRT 757 MTE-TO

Fonte: Ascom

Publicado em 16 de Novembro de 2021 (Atualizado Há 3 semanas atrás)

Legenda: Homenagem Marília Mendonça - Clara Garcia - Maiara e Maraisa As Patroas 2021

Autor da Foto: Divulgação

No dia que eu soube da morte da Marília me abalei demais, eu exponho muito meus sentimentos através da música. Não vi outra forma melhor de explicar o que eu estava sentindo, se não fosse através da música", relata a cantora Clara Garcia, autora da música "Destino Infiel", composta em homenagem a Marília Mendonça, falecida no último dia 05 de novembro.

"Surgiu muito rápido, saiu muito rápido, em pouco tempo a música já estava pronta. Eu iria gravar no mesmo dia, mas minha voz não saia, eu estava muito abalada e ainda estou. Dois dias após a morte, eu gravei a composição e postei", lembra. A música 'Destino infiel', publicada em seu perfil do instagram, soma até hoje, quinta-feira (11), mais de 127 mil visualizações.

Clara tatuou a marca de um dos álbuns mais famosos da cantora Marília Mendonça, 'Todos os Cantos', após sua morte, em seu antebraço, com as alterações nos símbolos. A cantora explica que foi substituído dois símbolos, um que ficava na base da marca, pelas "mãos de um anjo", disse. E o outro do lado direito, pela imagem do 'infinito', acrescentou.

A cantora relatou que durante a criação da composição, estava muito emocionada, "No dia que ela faleceu eu chorei muito, foi muita frustação, faltava tão pouco para que eu a conhecesse e eu cantasse com ela, e isso não vai acontecer", desabafou.

Um pouco de Clara Garcia

De Franca – São Paulo, a cantora Clara Garcia, com oito anos de idade, iniciou sua musicalidade tocando violão e cantando em igrejas do interior do Tocantins, "Sempre gostei de cantar!", disse à reportagem. Aos 17 anos já tocava em bares, acompanhada por seus pais.

Conforme Clara, ela sempre foi incentivada pela mãe, Ana Garcia, que é formada e pós-graduada em Música pela UnB – Universidade de Brasília, e proprietária de Escola de Música em Gurupi, no Sul do Tocantins.

"Comecei a pensar em uma carreira artística, somente quando comecei a ter contato com a Marília Mendonça, quando ela ainda era somente compositora. Eu acompanhava o trabalho dela pelas redes sociais, muito antes dela começar a cantar. A primeira música dela que eu ouvi, foi 'vou levando a minha', há muitos anos atrás", relata.

Com mais de 100 composições, Clara conta que começou a compor com 18 anos. "Escrevi a seis anos atrás, a minha primeira composição, depois de uma decepção amorosa", disse. A Paulista, faz parte do Casting de artistas da gravadora e agência de compositores, Plug Records, em Goiânia. Gravadora que lançará ainda este ano seu EP com cinco faixas autorais. "Vamos começar o trabalho de carreira agora, vamos lançar um EP com cinco faixas, com participações de Victor e Luan, Os Parazim e Jonh Amplificado", sertanejos universitários de Goiás.

De acordo Clara, no mês de janeiro deste ano suas redes sociais dobraram de seguidores após a repostagem de Marília Mendonça. "A Marília repostou um dos meus stories, onde estou cantando a música 'Deprê', naquele momento foi quando tive o primeiro 'boom' de minha carreira, a partir desse story e, por causa desse story, que decidir vim morar em Goiânia", afirma.

Outros cantores como Jorge e Mateus, Júnior Angelim, Victor e Luan, também já repostaram seus vídeos, que segundo ela, contribuíram significativamente para aumento de seu alcance nas redes sociais.

Siga Clara Garcia:

Tik Tok: @claragarciaoficial0403
Instagram: claragarcia_oficial

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Seu comentário aguardará aprovação antes de ser publicado no site

Sem Comentários