Aumento das exportações de carne era uma tendência natural para janeiro, diz consultor da pecuária no Estado do Tocantins

Publicado em: 10 de Fevereiro de 2020
Foto Por: Mapa/Divulgação e SeagroTO
Autor: DANIEL MACHADO DE BRASÍLIA (DF)
Fonte: Norte agropecuário
Márcio Cotini credita resultado da pecuária ao novo governo federal, que “tem um viés capitalista” e ajuda na expansão dos negócios

Márcio Contini prevê ainda espaço para crescimento vertical, com gado confinado. Este foi um dos destaques da estreia do Norte Agropecuário no Rádio na Jovem FM de Palmas neste domingo. Em janeiro de 2020, a carne bateu recorde nas exportações, alcançando quase R$ 167 milhões.


 

A ampliação das exportações de carne do Tocantins e, principalmente, do Brasil era uma tendência natural do mercado. “Houve aumento das exportações em relação ao mesmo período”, analisou o zootecnista e consultor de mercado da pecuária Márcio Contini. Ele credita isso ao novo governo federal, que “tem um viés capitalista” e ajuda na expansão dos negócios. Com isso, segundo ele, as indústrias frigoríficas, incluindo as do Tocantins, ganharam competitividade no mercado.

CLIQUE AQUI E OUÇA A ENTREVISTA DE MÁRCIO COTINI NA JOVEM FM 

 

Em janeiro de 2020, a carne bateu recorde nas exportações, alcançando quase R$ 167 milhões (US$ 23,79 milhões), um aumento de 124% em relação ao mesmo período do ano passado. Márcio Contini também vê possibilidade de expansão do negócio quando o Estado começar a trabalhar com gado em confinamento.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.