Embrapa Suínos e Aves inicia os diagnósticos da COVID-19

Publicado em: 18 de Maio de 2020
Foto Por: Divulgação
Autor: Ascom
Fonte: Ascom

As primeiras amostras para os diagnósticos da COVID-19 da região oeste e extremo oeste de Santa Catarina, num total de 118 municípios, já foram processadas na Embrapa Suínos e Aves ontem, sexta-feira, dia 15 de maio. A ação ocorre em apoio ao Ministério da Saúde e ao Laboratório Central de Saúde Pública – Lacen-SC.

 

O Lacen de Joaçaba (SC), que concentra as amostras de toda a região, entregou 130 delas à Embrapa na quinta-feira, dia 14, para serem analisadas a partir de ontem.

 

As amostras foram acondicionadas no laboratório NB3, seguindo todos os protocolos estabelecidos. A capacidade da Unidade é de realizar 500 testes a cada oito horas, porém isso dependerá da demanda e da disponibilidade dos insumos.  A entrega das amostras ocorrerá todos os dias, por meio do Lacen.

 

Os testes são realizados em um dos laboratórios do Complexo de Sanidade e Genética Animal, no NB3, de alta biossegurança. A estrutura foi finalizada em 2014 e apoia o desenvolvimento e validação de técnicas de diagnóstico, bem como isolamento, caracterização, controle e prevenção de microrganismos infecciosos de interesse das cadeias suinícola e avícola. Também são utilizadas as salas de PCR e lavagem de materiais.

 

De acordo com o pesquisador Paulo Augusto Esteves, um dos coordenadores da equipe que irá atuar nos diagnósticos, o fluxo de trabalho para realização dos testes inclui a recepção de amostras, processamento e extração do RNA viral; testagem do RNA pela técnica de RT-PCR, que confirma a presença ou a ausência do coronavírus; e encaminhamento dos resultados ao Lacen. Todo o cuidado com a desinfecção e lavagem de materiais e equipamentos também faz parte do trabalho.

 

De acordo com Janice Zanella, chefe-geral da Unidade, foram atendidos todos os critérios e orientações do Lacen-SC, em conformidade e com a ciência das estruturas de vigilância sanitária municipal.

 

"A equipe se envolveu muito, colaborou e conseguimos finalmente atender a todas as exigências necessárias para iniciar os trabalhos. Estamos cientes da grande responsabilidade, porém com sentimento de que estamos fazendo algo muito relevante e de apoio a sociedade", enfatizou Janice.

 

A equipe que atua nos testes é formada por 12 profissionais, de áreas como virologia, imunologia, genética, bacteriologia, patologia, biologia, além de técnicos de laboratório.

 

Dois profissionais foram treinados para realização dos testes no Lacen em Florianópolis para posterior treinamento ao restante da equipe da Unidade.

 

"A Embrapa sempre esteve à disposição para atuar na pandemia. Desde o início, estamos envolvidos em ações junto ao município de Concórdia e atuando de acordo com os preceitos e orientações do Ministério da Agricultura, por meio da Coordenação Geral de Laboratórios", destacou a chefe-geral.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.