Segunda - Feira,
15 de Agosto de 2022

Estado do Tocantins reduz de 27% para 18% alíquota de ICMS de prestação de serviços em comunicação

Anteriormente, o Estado do Tocantins havia reduzido o ICMS sobre álcool e gasolina de 29% para 18% e, também, da energia elétrica, de 25% para 18%

Autor: Talita Melz/Estado do Tocantins

Fonte: Ascom

Publicado em 03 de Agosto de 2022 (Atualizado Há 2 semanas atrás)

Legenda: Redução da alíquota de ICMS tem o propósito de minimizar os impactos da inflação sobre o orçamento das famílias tocantinenses

Autor da Foto: Divulgação

O Estado do Tocantins reduziu de 27% para 18% a alíquota do Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS) de atividades relativas à prestação dos serviços de comunicação, nessa terça-feira, 2,

A Medida Provisória (MP) 21/2022, que altera a Lei Nº 1.287, foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) dessa terça-feira, 2, já está em vigor, e vale até o dia 31 de dezembro de 2022.

A redução da alíquota de ICMS tem o propósito de minimizar os impactos da inflação sobre o orçamento das famílias tocantinenses. A MP ainda se ampara na Lei Complementar Federal no 194/2022, publicada para uniformizar, em todo o País, as alíquotas do imposto.  

Conforme o secretário da Fazenda, Júlio Santos, essa é mais uma das medidas adotadas pelo Estado do Tocantins para auxiliar a população na retomada economia após uma crise. "A redução de mais um alíquota vem para beneficiar a população e incentivo a prestação de serviço na área, impulsionando assim todo o meio econômico", explicou o secretário.

No mês de julho, o Estado do Tocantins reduziu o ICMS sobre álcool e gasolina de 29% para 18% e também da energia elétrica, de 25% para 18%. Essas ações do Estado se amparam em lei federal para uniformizar as alíquotas em todos os estados e garantir alívio para inflação.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Seu comentário aguardará aprovação antes de ser publicado no site

Sem Comentários