Segunda - Feira,
15 de Agosto de 2022

Educadores do Tocantins participam de encontro nacional sobre Educação de Jovens e Adultos

Entre os temas a serem discutidos, estão o trabalho na vida dos alunos da EJA e princípios curriculares

Autor: Josélia de Lima/Governo do Tocantins

Fonte: Secom.to

Publicado em 05 de Agosto de 2022 (Atualizado Há 1 semana atrás)

Legenda: Educadoras do Tocantins compartilham experiências no encontro nacional da EJA

Autor da Foto: Divulgação

 

Um grupo de educadoras do Tocantins está representando o Estado no XVII ENEJA- Encontro Nacional de Jovens e Adultos, que está sendo realizado na cidade de Florianópolis, Santa Catarina. O evento ocorre no período de 4 a 7 de agosto e traz como tema “Educação, Trabalho e Capitalismo – impactos, lutas e resistências na EJA”.

A equipe do Tocantins é formada por Lúcia Rosângela Ferreira Flor Lino, diretora de Políticas Educacionais, Lorena Santos da Silva, técnica da Gerência de Educação do Campo e Quilombola, Eliziete Viana Paixão, gerente de Educação de Jovens e Adultos, Zenaide Aquino Antero, técnica da Educação do Campo e Quilombola, membro do fórum e Walquíria de Sousa Milhomem, gerente do Campo e Quilombola.

Na programação estão temas como a educação de jovens e adultos e o trabalho, os princípios curriculares para a EJA em diálogos com a educação popular e os desafios para a organização do Fórum da EJA no Brasil.

A Educação de Jovens e Adultos (EJA) é uma modalidade de ensino criada pelo Governo Federal, está voltada para jovens, adultos e idosos que não deram continuidade em seus estudos e para aqueles que não tiveram o acesso ao Ensino Fundamental e/ou Médio na idade apropriada.

 “A EJA representa uma importante conquista democrática dos amplos e heterogêneos movimentos sociais em defesa da garantia do direito à educação para todas as pessoas. Participar do evento está sendo importante, porque sabemos que o conhecimento é uma ferramenta que se pode adquirir individualmente, porém, é compartilhando experiências e vivências com pessoas de outros estados que teremos uma visão ampla. E ainda, a troca de experiências e novos conhecimentos nos proporciona de certa forma uma melhoria da modalidade de ensino para o nosso estado”, ressaltou Lúcia.

 

 

 

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Seu comentário aguardará aprovação antes de ser publicado no site

Sem Comentários