Sábado,
25 de Junho de 2022

Seduc estuda possibilidade de parceria com o Google for Education

Serviço oferece ferramentas que contribuem com a formação educacional de estudantes e professores

Autor: Willian Alves/Governo do Tocantins

Fonte: Ascom

Publicado em 22 de Junho de 2022 (Atualizado Há 3 dias atrás)

Legenda: Encontro ocorreu na tarde desta terça-feira, 21, na sede da Seduc

Autor da Foto: Mari Rios/Governo do Tocantins

A Secretaria da Educação (Seduc) recebeu, na tarde desta terça-feira, 21, representante da Get Edu, parceira da Google no centro-oeste brasileiro. A empresa expôs uma proposta de parceria entre a pasta e o serviço Google for Education. A plataforma oferece ferramentas que contribuem com a formação educacional de estudantes e professores.

A pandemia da Covid-19 trouxe desafios e também avanços tecnológicos educacionais que vieram para ficar. 

O processo de recomposição das aprendizagens terá como ferramenta equipamentos tecnológicos voltados para a melhoria do ensino e aprendizagem dos estudantes. 

Neste sentido, o tempo de inovação tecnológica para a educação do Tocantins chegou de forma definitiva e a Seduc tem procurado conhecer experiências de sucesso em outros estados brasileiros, para que a partir dessas vivências, possa desenvolver um plano de educação tecnológica para a rede estadual de ensino. 

O secretário da Educação, Fábio Vaz, afirma que este é o momento em que devemos olhar para o futuro, por isso o Estado vem adotando tecnologias para as escolas. "A Google tem todo um universo voltado para a educação. A cultura digital precisa ser implantada nas escolas. Nós estamos buscando a melhor tecnologia para os nossos professores e alunos", explicou.

O diretor da Get Edu, José Guilherme Ribeiro, destaca que a plataforma pode ser integrada ao Sistema de Gerenciamento Escolar (SGE) e expõe outros benefícios. "Vídeo conferência, criação de subsalas de aulas on-line, drive, e-mail, ferramentas de criação colaborativa e vários outros. A ideia é melhorar o uso dessas tecnologias nas salas de aula do estado", afirmou.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Seu comentário aguardará aprovação antes de ser publicado no site

Sem Comentários