Domingo,
24 de Outubro de 2021

Amigos desde a base do Flamengo, Camacho e Carné deixam parceria de lado para Juventude x Santos

Volante do Peixe e goleiro do time gaúcho jogaram juntos nas categorias de base do time carioca

Autor: Bruno Giufrida — São Paulo

Fonte: Ge — São Paulo

Publicado em 25 de Setembro de 2021 (Atualizado Há 4 semanas atrás)

Legenda: Carné e Camacho seguram taça da Copa da Amizade pelo Flamengo

Autor da Foto: Arquivo pessoal

Quando a bola rolar para o jogo entre Juventude e Santos, no domingo, às 16h (de Brasília), no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, pela 22ª rodada do Brasileirão, dois grandes amigos estarão em lados opostos.

Crias das categorias de base do Flamengo, o volante Camacho, do Peixe, e o goleiro Marcelo Carné, do time gaúcho, se enfrentarão no jogo deste domingo pela terceira vez desde quando viraram amigos. E, agora, vale mais do que só três pontos.

Leia também:
+ Carille deve repetir esquema no Santos
+ Wescley pode voltar à escalação do Juventude 

Em situação complicada no Campeonato Brasileiro, Santos e Juventude estão separados por apenas um ponto (24 contra 23) e lutam contra o rebaixamento. Por isso, quem vencer neste domingo pode complicar o adversário.

Camacho e Carné se conheceram em 2000, quando começaram a jogar futebol de salão nas categorias de base do Flamengo. Depois, foram promovidos para o campo. Por causa de mudanças de "rota", eles não chegaram a disputar uma partida oficial juntos no time profissional do Rubro-Negro, mas a amizade não diminuiu.

– Tivemos muitos títulos na base. Fizemos a base inteira juntos e conseguimos subir juntos para o profissional. Foi legal demais. No profissional, não jogávamos muito no Flamengo quando subimos, então não conseguimos jogar juntos. Espero um dia ter essa oportunidade – disse Camacho.

A amizade de Carné e Camacho foi levada além das quatro linhas. O goleiro do Juventude é um dos melhores amigos e padrinho de casamento do volante do Santos.

– Eu sou bem suspeito para falar dele. É um dos meus melhores amigos e uma das melhores pessoas que eu conheço. Independentemente do sucesso, é um cara que nunca perdeu a humildade e considero um irmão. Como jogador, é bastante dinâmico e tem uma qualidade de passe bem acima da média. Temos de cuidar bastante dos passes entrelinhas, porque o Guilherme (Camacho) consegue botar um companheiro na cara do gol em qualquer momento do jogo – disse Carné.

+ Clique aqui e saiba tudo sobre o Santos
+ Clique aqui e saiba tudo sobre o Juventude

Apesar da amizade e do tempo jogando juntos no Flamengo, Camacho e Carné também já foram adversários. Eles se enfrentaram três vezes, e o goleiro do Juventude está levando a melhor - pelo menos por enquanto.

– Eu joguei contra o Carné acho que duas vezes no profissional. Ele ganhou um jogo e empatamos outro. Então, ele está na vantagem, mas eu espero que seja até domingo. Domingo, se Deus quiser, o Santos vai ganhar e vamos ficar empatados nesse confronto direto – brincou Camacho.

– O Marcelo é um excelente goleiro, muito rápido, tem uma saída do gol muito boa e joga bem com os pés. Como pessoa, sou suspeito para falar. É um dos meus melhores amigos. Sempre que precisei dele, estava comigo, principalmente nos momentos ruins – completou o volante do Santos.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Seu comentário aguardará aprovação antes de ser publicado no site

Sem Comentários