Análise: mesmo sem brilho, vitória no Gre-Nal dá fôlego para o Grêmio em retomada

Triunfo sobre o maior rival respalda trabalho durante a pandemia, mostra que há muito a corrigir, mas também apresenta novas opções ao técnico Renato Gaúcho

Publicado em: 23 de Julho de 2020
Foto Por: Lucas Uebel/Grêmio
Autor: Eduardo Moura — Porto Alegre
Fonte: Globo Esporte
Darlan (E) e Guilherme Guedes (D) deram conta do recado no Gre-Nal

vitória do Grêmio no Gre-Nal da noite de quarta-feira mostrou nada mais que uma retomada de onde o Tricolor havia parado em março. Afinal, teve um rendimento seguro mesmo sem brilho contra o maior rival, aumentou invencibilidades e ainda apresentou novas alternativas para Renato Gaúcho.

 

+ Renato se diz surpreso com nível da atuação do time

O gol do jogo veio dos pés de Jean Pyerre, em cobrança de falta no segundo tempo. Um nome já conhecido pelo torcedor. Mas o lateral-esquerdo Guilherme Guedes, 21 anos, desde o início, e Darlan, 22, a partir do intervalo, mostraram atuações suficientes para ganhar a confiança do treinador.

 

— Gosto de trabalhar com garotos, a base faz um excelente trabalho. Sempre que se destacam, procuramos dar oportunidade no profissional. No momento que perdemos o Cortez pela Covid, não pensei duas vezes. O Guedes tem treinado bem — apontou Renato.

 

O lateral substituiu Cortez, fora do jogo ao testar positivo para Covid-19, conforme revelou Renato Gaúcho. Em seu primeiro Gre-Nal na curta carreira, sofreu no início do jogo, mas depois foi decisivo em dois lances de cruzamento do Inter para a pequena área.


Já o volante já aparece desde o ano passado, mas recebeu a principal chance até o momento. Darlan inclusive deve aparecer mais, pois sua condição física na volta aos trabalhos agradou ao técnico Renato Gaúcho. Voltou bem preparado e será recompensado.

 

Por outro lado, Maicon destoou do time no clássico. O Grêmio fez uma atuação na média, natural para quem estivesse sem jogar há quatro meses. Mas o volante, possivelmente por conta das dores musculares reveladas pelo treinador, teve dificuldades para desenvolver seu jogo.

 

Apesar de tudo, o Grêmio está invicto há seis partidas, com cinco vitórias e um empate, justamente contra o Inter, pela Libertadores. A última derrota foi em fevereiro, para o Caxias, na final do primeiro turno do Gauchão.

— É importante que entramos bastante concentrados, focados naquilo que queríamos, que era a vitória. Acredito que minha equipe, principalmente pelo longo tempo parado, se comportou muito bem — destacou Renato.

 

A invencibilidade também se mantém sobre o rival. O Tricolor não perde há oito Gre-Nais e atingiu a maior série desde o período entre 1999 e 2003, quando ficou 13 partidas sem derrota para o Inter.

 

A vitória dá uma tranquilidade para o Grêmio recomeçar sua caminhada em 2020, um ano marcado por todas as incertezas possíveis. Inclusive, onde será o próximo jogo gremista. A partida com o Ypiranga, às 11h de domingo, deve ser retirada do Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.