Segunda - Feira,
15 de Agosto de 2022

Análise: São Paulo tem vantagem, mas desempenho acende alerta nas copas

Assim como na Copa do Brasil, equipe de Rogério Ceni constrói placar mínimo contra o Ceará na Sul-Americana mesmo sem jogar bem; empate na volta dá vaga na semifinal

Autor: Leonardo Lourenço — São Paulo

Fonte: GE— São Paulo

Publicado em 04 de Agosto de 2022 (Atualizado Há 2 semanas atrás)

Legenda: Nikão comemora gol do São Paulo contra o Ceará

Autor da Foto: Marcos Ribolli

Nas últimas semanas, o técnico Rogério Ceni desfez dúvidas sobre se o São Paulo, com um elenco fragilizado, priorizaria algum campeonato nesse momento em que três torneios encavalam jogos a cada três dias. As copas, do Brasil e Sul-Americana, foram as escolhidas, em detrimento do Brasileiro.

A decisão é embasada em bons argumentos que já foram debatidos recentemente. Em campo, o São Paulo entregou vitórias que lhes dá vantagem contra o América-MG, na Copa do Brasil, e contra o Ceará, na Sul-Americana.

Mais notícias sobre o São Paulo:
+ Veja como foi a partida contra o Ceará
+ Miranda celebra, mas faz ressalva: "Faltou calma"

Assim como tinha feito contra os mineiros, há uma semana, o São Paulo venceu o Ceará em casa por 1 a 0 na última quarta e conta com pelo menos um empate no jogo de volta para avançar às semifinais. O duelo de volta está marcado para a próxima quarta, em Fortaleza.

Com possibilidades mais claras de título nas copas – que também dão vaga na Libertadores aos campeões –, Ceni decidiu poupar jogadores no Brasileiro.

Foi assim que fez no domingo, na derrota para o Athletico-PR. Dos que tinham sido titulares contra o América, só Miranda foi a campo.

O período de descanso não bastou para que jogadores que têm atuado abaixo do que se espera deles recuperasse o bom desempenho contra o Ceará, como Rodrigo Nestor e Igor Gomes. Até Luciano, que vinha numa incrível sequência de nove gols em oito jogos, esteve apagado no Morumbi.

O primeiro tempo foi sonolento – e com melhores chances para o Ceará, em dois erros da defesa do São Paulo, um de Léo e outro de Miranda, que quase viraram gols dos visitantes.

O intervalo fez bem aos anfitriões, que voltaram bem mais incisivos no início do segundo tempo, empurrando o Ceará para perto de sua área.

Ainda sem conseguir o gol, Ceni fez um troca tripla aos 20 minutos que deu resultado rapidamente. Nikão, que tinha entrado no lugar de Luciano, acertou um chute no canto de João Ricardo quatro minutos depois de entrar.

Mesmo sem jogar bem, o São Paulo quase construiu uma vantagem maior. Com a ajuda do VAR, o árbitro Piero Maza, do Chile, marcou pênalti de Victor Luís em Calleri – que acabou com um corte no rosto na dividida.

Calleri pegou a bola e bateu, mas João Ricardo defendeu.

Nas próximas duas semanas, o São Paulo buscará, como visitante, defender as pequenas vantagens construídas em casa para se manter vivo na Copa do Brasil e na Sul-Americana. Terá que jogar melhor do que fez até agora para que não transforme as partidas em drama.

Ceni, nesta quarta, comentou sobre isso:

– (Contra o) América-MG fiquei satisfeito, porque criamos pouco. Hoje poderíamos ter saído com placar um pouco maior. Acho que poderíamos ter levado uma vantagem maior. Saímos felizes por ter a vantagem no jogo onde visitamos América-MG e Ceará – disse o treinador.

Entre preocupações que se destacam no São Paulo, há um sinal positivo: o argentino Giuliano Galoppo, que estreou justamente contra o América-MG, parece cavar um lugar entre os titulares para os jogos decisivos.

+ Leia mais notícias do São Paulo

No sábado, antes de viajar a Fortaleza, o São Paulo volta a disputar o Brasileiro: enfrenta o Flamengo, em casa.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Seu comentário aguardará aprovação antes de ser publicado no site

Sem Comentários