Quarta - Feira,
21 de Abril de 2021

Argel confirma busca por atacantes para mudar cenário do Botafogo-SP no Paulistão

Com apenas um gol marcado em quatro jogos, setor ofensivo gera preocupação para novo treinador

Autor: Redação do ge — Ribeirão Preto, SP

Fonte: ge — Ribeirão Preto, SP

Publicado em 05 de Abril de 2021 (Atualizado Há 2 semanas atrás)

Legenda: Novo técnico do Botafogo-SP, Argel Fuchs já espera reforços para sequência do Paulistão

Autor da Foto: Divulgação/Instagram

Anunciado como novo treinador do Botafogo-SP para a sequência do Campeonato Paulista na última quinta-feira, Argel Fuchs confirmou que o clube está em busca de dois reforços para o ataque, como mencionou anteriormente Paulo Pelaipe, diretor de futebol. O Pantera tem o pior ataque do estadual, com um gol em quatro jogos, e ocupa a lanterna da Série A1.

Com apenas cinco dias para fechar o elenco, que tem duas vagas remanescentes, o departamento de futebol do clube precisa agir rapidamente. Apesar de querer mais opções para a frente, Argel também pretende dar atenção aos atletas do setor que já estão no clube, para instaurar o estilo de jogo ofensivo que deseja.

– Vamos dar uma olhada no que temos. Temos até o dia 9 para contratar e temos duas vagas. O ataque me preocupa, tenho acompanhado o Botafogo no Paulista, sou um homem do futebol, vivo futebol 24 horas por dia, gosto do futebol bem jogado. Para mim, a melhor defesa é o ataque. Levo isso, uma equipe organizada, equilibrada, precisa saber atacar, que tenha estratégia de jogo. Quando você joga bem, está mais perto da vitória e é isso que vamos fazer. Faremos um trabalho específico com o ataque, mais trabalhos de finalizações com os jogadores que temos e vamos ao mercado, dentro da capacidade financeira que o clube tem, e em cima disso, trazer dois atacantes e ter um leque maior – relatou.

– Mas quero olhar o que tenho aqui, cerca de 12, 13 jogadores trabalharam comigo, seja no Vitória, Coritiba, Goiás, CSA, Figueirense, e esses jogadores podem render mais. A gente vai criar o componente, o mecanismo de trabalho, confiança, o futebol é repetição. Se colocar a bola na casinha do adversário, as coisas acontecem. É isso que vamos fazer. E aí ver o mercado e em cima disso buscar peças que possam fortalecer mais o nosso grupo – acrescentou.

+ Confira mais notícias de Ribeirão e região
+ Com demissão, Gallo vira 2º técnico com menos jogos à frente do Bota desde 2009
+ Veja a tabela do Paulistão

Na próxima rodada, ainda sem data marcada pela Federação Paulista de Futebol (FPF) para acontecer, o Botafogo visita o Ituano, pela quinta rodada do estadual.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Seu comentário aguardará aprovação antes de ser publicado no site

Sem Comentários