Cruzeiro ainda sonha com Mattos, mas executivo terá de se adequar à realidade financeira do clube

Ex-diretor de futebol do Palmeiras e do próprio Cruzeiro terá conversa decisiva com conselho gestor, na próxima semana, para definir retorno ou não para a Toca da Raposa

Publicado em: 02 de Janeiro de 2020
Foto Por: Cesar Greco/Palmeiras
Autor: Gabriel Duarte — de Belo Horizonte
Fonte: Globo Esporte
Alexandre Mattos estava trabalhando no Palmeiras

O desejo pessoal de Pedro Lourenço, atual vice-presidente de futebol do Cruzeiro, em trazer Alexandre Mattos de volta para o clube mineiro continua. Mas o executivo do futebol, demitido do Palmeiras no fim da temporada passada, terá que se adequar à realidade financeira da Raposa.

+ Notícias do Cruzeiro

Mattos era um dos executivos mais bem pagos pelo futebol brasileiro. Segundo apurou a reportagem do GloboEsporte.com, os membros do conselho gestor sabem que o ex-dirigente do Palmeiras recebia vencimentos acima do teto atual proposto para os jogadores, por exemplo: R$ 150 mil.

A ideia é convencer Mattos de reduzir os ganhos, neste momento, e apresentá-lo um projeto de médio a longo prazo para o diretor de futebol ter tempo de trabalho e ajudar na reconstrução do futebol cruzeirense.

Mattos está viajando com a família de férias, mas terá um encontro com Pedro Lourenço, na próxima semana, para definir a situação. O dirigente está ciente da situação financeira do Cruzeiro e sabe que, além dos vencimentos, terá que se adequar também ao padrão de investimento do mercado que estava acostumado.

O Cruzeiro informou que irá anunciar o novo diretor de futebol nos próximos dias. O clube descartou a contratação de Rodrigo Pastana, do Coritiba. A Raposa ainda irá oficializar a saída de Marcelo Djian do cargo.

Com a queda para a Série B, o departamento de futebol cruzeirense ficará bem mais enxuto em 2020, com a presença apenas de um membro do conselho gestor por conta da pasta, um diretor e um supervisor de futebol. É a ideia do conselho gestor.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.