Depois de Ariel Cabral, Cruzeiro agora irá em busca de renovação com o goleiro Fábio

Contrato do goleiro cruzeirense se encerra no fim deste ano, mas presidente já deixou claro que conta com o jogador de 39 anos no ano do centenário

Publicado em: 12 de Agosto de 2020
Foto Por: Gustavo Aleixo / Cruzeiro
Autor: Gabriel Duarte — Belo Horizonte
Fonte: Globo Esporte
Fábio, goleiro do Cruzeiro

O Cruzeiro anunciou, no último fim de semana, que exercerá a cláusula do contrato que tem com Ariel Cabral e ampliará o vínculo com o argentino até o fim de 2021. Quem também tem contrato se encerrando é o goleiro Fábio, ídolo cruzeirense e jogador com mais partidas na história do clube. Ele tem o vínculo se encerrando no fim do ano e já pode assinar pré-contrato com outra equipe.

 

+ Notícias do Cruzeiro

Mas o goleiro tem o desejo de permanecer, e o Cruzeiro também já demonstrou que quer contar com Fábio no ano do centenário. O presidente do Cruzeiro, em entrevista à Globo, no início de julho, demonstrou este desejo.

 

- Todo mundo sabe a representatividade que ele tem para o Cruzeiro. E o Fábio não jogar o centenário seria até incongruente com a história que ele tem e com tudo que ele representa. Está muito bem. Falei com ele pessoalmente. Está em forma, magro, voltou com uma forma muito boa. Atleta normalmente volta de paralisação pior, mas o Fábio voltou bem melhor. A dedicação dele é absurda. É um líder para a gente, então, com certeza, nossas conversas vão caminhar bem no sentido de ficar - disse na ocasião.

 

Por isso, a tendência é que o clube anuncie também a renovação contratual com o goleiro em breve. Fábio é titular absoluto do gol do Cruzeiro e, mesmo com 39 anos (completa 40 em setembro), não tem nos planos uma aposentadoria por agora.

 

Fábio é um dos jogadores com mais identificação com o Cruzeiro, sendo o atleta com mais partidas: 884. Ele voltou ao clube em 2005, após uma primeira passagem em 2000 (fez apenas uma partida), e nunca mais saiu. Tornou-se um dos maiores ídolos da história celeste, presente e protagonista no bicampeonato brasileiro (2013 e 2014), no bi da Copa do Brasil (2017 e 2018) e nos sete Campeonatos Mineiros (2006, 2008, 2009, 2011, 2014, 2018 e 2019). Também esteve presente no pior momento: o rebaixamento à Série B, ano passado.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.