Fornecedora de material esportivo do Palmeiras fecha patrocínio individual com 23 jogadoras do elenco

Além de material de jogos e treinos, atletas terão também voz ativa na estratégia da marca

Publicado em: 08 de Setembro de 2020
Foto Por: Lorena Dini
Autor: GE Rio de Janeiro
Fonte: GE
Jogadoras do Palmeiras têm contratos individuais

A nova realidade do futebol feminino também vem se refletindo no olhar diferenciado que as marcas estão dando à modalidade. Nesta terça-feira, a Puma divulgou o patrocínio individual de 23 jogadoras do elenco do Palmeiras. A proposta foi feita, de forma não obrigatória, a todas as 27 atletas do time.

 

Firmaram com a marca as goleiras Vivi, Karen e Jully; as defensoras Janaína, Samara, Stella e Thais; as laterais Isabella e Vitória; as meias Ary, Bia, Carla Nunes, Dóroty, Juliana Passari, Karla Alves, Maressa, Nicoly e Tefy; e as atacantes Bianca, Mônica, Livyan, Lurdinha e Ottilia. O restante já havia acerto com outros fornecedores.

 

O objetivo da marca não é somente fornecer chuteiras. Segundo a fornecedora de material esportivo, as jogadoras terão voz ativa na estratégia da marca, estando presentes em campanhas e posicionamentos.

 

- O patrocínio vem para exaltar a modalidade, reconhecer o valor das meninas e agregar ainda mais valor ao nosso projeto de futebol feminino, que busca ser vencedor e referência, mas que também não mede esforços para oferecer a melhor estrutura para as jogadoras. É uma grande marca acreditando em um grande clube, por isso, temos certeza que esse é o início de uma parceria de sucesso disse Alberto Simão, diretor executivo de Futebol Feminino do Palmeiras.

 

Todos os 23 contratos das atletas já estarão válidos para as jogadoras fazerem a estreia na quarta-feira contra o Minas Icesp, às 15h (de Brasília), pelo Brasileiro feminino Série A1.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.