Quarta - Feira,
26 de Janeiro de 2022

Grêmio se afunda com mais de 98% de chances de Série B e pode ser rebaixado na quinta; veja cenários

Caso Tricolor perca para rival paulista na quinta e Bahia vença o Atlético-MG no mesmo dia, estará confirmado o rebaixamento. Cenário também pode ter queda na sexta-feira

Autor: Eduardo Moura — Porto Alegre

Fonte: GE — Porto Alegre

Publicado em 01 de Dezembro de 2021 (Atualizado Há 2 meses atrás)

Legenda: Técnico Vagner Mancini comanda último treino do Grêmio para o jogo contra o Flamengo

Autor da Foto: Lucas Uebel/DVG/Grêmio

A quinta-feira pode ser o último suspiro do Grêmio na Série A do Campeonato Brasileiro de 2021. A permanência depende de três vitórias nos últimos jogos na competição enquanto as chances de queda já batem os 98,2%. Se perder para o São Paulo, na quinta, na Arena, a semana pode acabar com o rebaixamento confirmado para o clube gaúcho.

Leia mais
Chances de queda do Grêmio vão a 98,2% após vitória do Juventude
+ Grêmio tenta liberação de Rafinha no STJD para jogo com SP

Ao sair com derrota para o Bahia na última sexta, o Grêmio sabia que apenas três vitórias e tropeços paralelos de rivais o salvariam do rebaixamento. Ou seja, se vencer o São Paulo, seguirá vivo, ainda que praticamente com destino selado. O Juventude venceu o Bragantino nesta terça e complicou os planos. O Tricolor pode, portanto, cair para a Série B na próxima quinta-feira.

O pior cenário ocorre em caso de derrota do Grêmio para o São Paulo e tem ligação direta com dois clubes: o Bahia, 17º, com 40 pontos, e o Athletico, atual 16º, com 42. Se os baianos ganharem ou se os paranaenses pontuarem, a queda se concretiza.

Uma eventual vitória do Bahia sobre o Atlético-MG, na quinta, na Fonte Nova, rebaixa o Grêmio. Neste contexto, o Bahia chegaria a 43 pontos e deixaria o Athletico no Z-4. O Tricolor só poderia chegar a 42 caso seja superado pelo São Paulo.

O jogo dos gremistas está marcado para as 20h, enquanto a outra partida ocorre às 18h. Ou seja, a bola vai rolar com o Grêmio já sabedor do resultado dos baianos.

- Que bom que estejamos envergonhados. É sinal que temos vergonha na cara e é sinal que vamos dar resposta na quinta-feira. Não posso prometer vitória, tenho que prometer raça, amor, comprometimento do grupo de jogadores com os objetivos do clube - disse o vice de futebol Denis Abrahão na segunda.

O Athletico, atualmente o 16º com 42 pontos, entra em campo na sexta-feira em duelo direto com o Cuiabá, que perdeu para o Palmeiras e é o 15º, com 43 pontos. Se o Grêmio perder para o São Paulo e mesmo que o Bahia perca para o Galo, basta um empate do Furacão para rebaixar o time gaúcho.

No cenário acima, o Grêmio chegaria no máximo a 42 pontos. Os rivais à sua frente já teriam, no mínimo, 43 pontos, sendo eles o Juventude e o próprio Athletico. O Cuiabá automaticamente iria a 44 pontos nesta hipótese.

Os jogos decisivos para a queda

  • 02/12, quinta: Bahia x Atlético-MG - 18h - 32ª rodada

  • 02/12, quinta: Grêmio x São Paulo - 20h - 35ª rodada

  • 03/12, sexta: Athletico x Cuiabá - 19h - 35ª rodada

  • 03/12, sexta: Fortaleza x Juventude - 21h - 36ª rodada

Agora, se Athletico e Grêmio mantiverem a distância de seis pontos, seja com derrota ou empate de ambos, o time gaúcho até pode empatar em pontos com o rival paranaense ao final do Brasileirão.

Porém, para roubar a posição teria que tirar uma diferença de cinco gols de saldo, pois tem duas vitórias a menos, e torcer por mais duas derrotas do Furacão, que tem Palmeiras e o já rebaixado Sport nas últimas rodadas.

Se o Grêmio empatar na Arena, pode chegar até 43 pontos ao final do Brasileirão. Respiraria por aparelhos, mas ainda poderia ultrapassar o Cuiabá e o Juventude pelo número de vitórias caso ambos não pontuassem.

Um empate entre Athletico e Cuiabá deixaria basicamente só o Ju como rival, como mostrado acima, pelo número de vitórias dos paranaenses. O Alviverde encara o Fortaleza na sexta, às 21h, no Castelão e, se pontuar, rebaixaria o Grêmio.

As oportunidades desperdiçadas pelo Grêmio de se aproximar de uma salvação dão o claro rumo à Série B. As últimas medidas da direção foram o afastamento de sete jogadores, embora nenhum titular, e a concentração antecipada - o grupo está reunido desde terça à noite.

O jogo contra o São Paulo ocorre às 20h de quinta-feira na Arena. Já o Athletico recebe o Cuiabá às 19h de sexta na Arena da Baixada. Se o Grêmio sair vivo dessa empreitada, terá outra decisão no domingo, diante do Corinthians, na NeoQuimica Arena.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Seu comentário aguardará aprovação antes de ser publicado no site

Sem Comentários