Domingo,
24 de Outubro de 2021

Guerrero pede dispensa para tratar assuntos particulares e deve rescindir com Inter

Centroavante foi desconvocado da seleção peruana na última sexta-feira após relatar dores em joelho operado

Autor: Eduardo Deconto — Porto Alegre

Fonte: GE — Porto Alegre

Publicado em 12 de Outubro de 2021 (Atualizado Há 2 semanas atrás)

Legenda: Paolo Guerrero em treino no Inter

Autor da Foto: Ricardo Duarte/Divulgação, Inter

O Inter comunicou na noite desta segunda-feira que o centroavante Guerrero pediu dispensa do clube para resolver assuntos particulares e, assim, segue com futuro indefinido. Conforme a nota divulgada pela assessoria de imprensa, a relação contratual será tratada de forma amigável com o estafe do jogador e informada em breve.

No entanto, conforme apurou o ge, o afastamento ocorre justamente para as partes acertarem a rescisão do atacante. Ele atleta tem vínculo com o Inter até o fim do ano e já pode assinar pré-contrato com qualquer outra equipe.

No começo de maio, o empresário Vinícius Prates revelou um pedido de rescisão de Guerrero com o Colorado por alegada insatisfação justamente sobre seu futuro no clube. Em poucos dias, porém, o jogador voltou atrás e prometeu que cumpriria o contrato até o fim.

Ainda que esteja recuperado da lesão no joelho direito que o tirou dos gramados por sete meses, o peruano relatou dores na região operada após a vitória da seleção de seus país sobre o Chile, a última quinta, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo.

No dia seguinte, a Federação Peruana de Futebol comunicou a liberação de Guerrero dos outros dois compromissos da seleção, contra Bolívia e Argentina. Era esperado, então, que ele retornasse ao CT do Parque Gigante para avaliar a condição física.

No jogo contra o Chile, Guerrero foi titular e ajudou a equipe na vitória por 3 a 1 em Lima. Acabou substituído no segundo tempo e, em entrevista coletiva, relatou falta de oportunidades no Inter por conta das dores no joelho direito.

– Quanto me falta para chegar ao meu nível? Primeiro tenho que resolver a situação meu joelho, que parece que não quer me deixar jogar. Estou lidando com isso com calma. Tenho que ser paciente. É importante estar jogando e na minha equipe não estou, o que me deixa um pouco triste. O que posso fazer é seguir trabalhando. O trabalho será meu sacrifício para voltar a jogar na minha equipe e na seleção – disse.

Um novo procedimento na região operada foi realizado em junho deste ano - uma raspagem no menisco. Guerrero voltou a jogar e a treinar normalmente no Inter, mas sem disputar os 90 minutos das partidas.

Aos 37 anos, o camisa 9 colorado participou de 16 jogos na temporada, com dois gols marcados. Ao todo, fez 72 jogos e marcou 32 gols pelo clube gaúcho.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Seu comentário aguardará aprovação antes de ser publicado no site

Sem Comentários