Lutadores de MMA voltam a treinar nos tatames seguindo medidas de segurança

Atletas que dependem do contato físico para praticar a arte marcial tiveram que mudar a rotina de treinos para se adaptar a pandemia

Publicado em: 06 de Agosto de 2020
Foto Por: Reprodução/TV Anhanguera
Autor: Redação do ge — Palmas
Fonte: Globo Esporte
Lutadores tiveram que se adaptar para voltar aos tatames

Os lutadores de MMA do Tocantins tiveram que se adaptar para poder voltar aos centros de treinamento. Além do distanciamento social e das aulas com o número de pessoas reduzido, o esporte que exige contato físico teve que se contentar apenas com o saco de pancada e com as máscaras para combater a Covid-19.

 

O processo de desinfecção começa na entrada do local, além de aferir a temperatura do lutador, o uso do álcool em gel e a limpeza dos equipamentos é obrigatório para iniciar o treino.

 

Clésio Gonçalves é um dos lutadores de MMA que voltou ao combate presencial. Ele diz que por mais difícil que seja, o momento requer paciência para retornar ao esporte.


- A arte marcial é um treino de combate, e combate você não treina sozinho. Tem que ter paciência, por conta do distanciamento a gente fica acabando só com o saco mesmo. Então torna bem difícil praticar a arte marcial.

 

Para Vagner dos Santos, 2020 não foi um bom ano. O atleta treina quarto horas por dia, e no currículo soma seis disputas e cinco vitórias. Por causa da pandemia, duas lutas - em Brasília e no Pará- que estavam marcadas no calendário de Vagner, foram canceladas.

 

- Foi totalmente um ano perdido, afinal eu estava com lutas marcadas e foi desmarcadas todas as lutas, e sem previsão de volta ainda. Então para nós esse ano é só treinar e esperar agora.

 

O treinador Luiz Carlos Crispim sabe que o momento é de precaução, e por isso afirma que o novo coronavírus é o maior inimigo do MMA nos tatames.

 

- Esse coronavírus é um tipo de vírus que ninguém sabe quem está doente. É invisível, então é um inimigo que qualquer pessoa pode estar com ele.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.