Palmeiras envia ofício à CBF para questionar critério em marcações recentes de pênalti

Diretoria entende que não foi dado pênalti a favor do Verdão contra o Bragantino em lance idêntico ao de jogo contra o Inter

Publicado em: 09 de Setembro de 2020
Foto Por: Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Autor: Tossiro Neto — São Paulo
Fonte: GE
Árbitro Rodrigo Carvalhaes de Miranda durante Bragantino x Palmeiras

Palmeiras enviou nesta terça-feira um ofício à Confederação Brasileira de Futebol para questionar o critério adotado pela arbitragem para a marcação de pênaltis em jogos recentes do Campeonato Brasileiro.

 

No último domingo, na vitória por 2 a 1 sobre o Bragantino, os jogadores do Palmeiras questionaram em campo a não marcação de um pênalti depois de um toque no braço de Aderllan dentro da área.

 

O árbitro Rodrigo Carvalhaes de Miranda entendeu não ter ocorrido pênalti, decisão mantida pelo VAR (então comandado por Rodrigo Nunes de Sá) ao não recomendar nova análise do lance. Para a comentarista Nadine Basttos, porém, houve pênalti na jogada.

 

Mais notícias do Palmeiras:
+ Veja o time provável para o Dérbi
+ Grêmio já tem "sim" de Diogo Barbosa

No ofício enviado nesta terça-feira, o Palmeiras pede à Comissão de Arbitragem da CBF uma explicação do critério utilizado. O clube entende ter sido um lance "idêntico" ao da rodada anterior, quando foi marcado um pênalti do zagueiro Luan a favor do Internacional.

 

Naquela ocasião, o árbitro Wilton Pereira Sampaio reviu sua decisão e apontou pênalti depois de recomendação do árbitro de vídeo, Elmo Alves Resende Cunha.

 

Ainda com base em sua interpretação, a diretoria do Palmeiras espera que seja passado um critério único a todo o quadro nacional de arbitragem no decorrer do campeonato.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.