Prefeito assume presidência de clube e acumula função no Tocantins

Prefeito esteve recentemente no noticiário por ter aumentado o salário dele e do vice através de decreto. Ele assume o clube para o biênio 2021/2022

Publicado em: 13 de Janeiro de 2021
Foto Por: Divulgação
Autor: Edson Reis - Palmas, TO
Fonte: GE - Palmas, TO
Prefeito Paulo Gomes e o atacante Gil Macena

O prefeito de Tocantinópolis (TO), Paulo Gomes (PSD), foi aclamado presidente do TEC nesta segunda-feira (11) para o biênio 2021/2022. Um fato no mínimo curioso. A presidência era ocupada por Vagner Novais, que ficou no cargo por dois mandatos e só não continuou na função porque o estatuto do clube não permite.

 

A reportagem apurou que Paulo Gomes será o presidente, porém, Vagner Novais – agora vice- continuará à frente do futebol do clube.

 

O Tocantinópolis é semifinalista do Tocantinense 2020. A competição que foi suspensa em março por causa da pandemia da Covid-19 está prevista para retornar no dia 24 deste mês. O TEC encara nas semifinais o Interporto.

 

- A princípio vamos por objetivo, o primeiro objetivo é o retorno agora do Campeonato Tocantinense. Estamos analisando alguns jogadores, inclusive, já começamos os treinos, visando já o jogo em Porto Nacional. Mas só vamos confirmar os jogadores depois que conseguirmos organizar toda a documentação necessário para ver se podemos contar com eles ou não – afirmou Paulo Gomes.

 

O que diz a Lei Orgânica do município sobre ter dois cargos

 

Conforme a Lei Orgânica de Tocantinópolis, que cita no § 1º do Art. 66: “É igualmente vedada ao Prefeito e ao Vice-Prefeito desempenhar função de administração em qualquer empresa privada”.

 

§ 2º “A infringência do disposto neste artigo e em seu § 1º importará em perda de mandato”

 

O que diz o clube

 

O agora vice do clube, Vagner Novais, informou que o Tocantinópolis é uma associação de direito privado sem fins lucrativos.

 

O prefeito que aumentou o próprio salário

 

O prefeito foi notícia nos últimos dias após ter aumentado o próprio salário e do vice. Os aumentos foram possíveis porque a própria Câmara de Vereadores da cidade aprovou um projeto de lei que dava poderes para o prefeito decidir sobre os reajustes.

 

O decreto com os reajustes foi publicado no Diário Oficial do último dia 2 de janeiro. O salário do prefeito passou de R$ 8 mil para R$ 18.191,29. No caso do vice, o vencimento saltou de R$ 4 mil para R$ 9.095,64.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.