Presidente do Santos diz que Covid-19 provocará entendimento de que clubes dependem um do outro

Peixe pagou salário de março em dia e lutará para pagar também depois das férias

Publicado em: 04 de Abril de 2020
Foto Por: Reprodução
Autor: Rio de Janeiro
Fonte: Globo Esporte
José Carlos Peres, presidente do Santos, no Grande Círculo

Diferente do São Paulo, que reduzirá 50% dos salários de seus jogadores, mesmo sem acordo, mais parecido com o que diz o Palmeiras, o Santos garante que tentará ao máximo honrar seus compromissos até o final da crise do coronavírus. O presidente José Carlos Peres, no entanto, entende que terá dificuldade depois das férias coletivas, para pagar o salário de maio, que vence no quinto dia útil de junho. "Vou precisar negociar com os jogadores lá na frente", diz Peres.

Para evitar isso, o Santos tem ações de marketing e conversas com seus sete patrocinadores de camisa. Atualmente, o clube não tem o patrocínio master, na parte frontal da camisa, mas tem patrocinadores de números, meias, calções, ombros. Os sete contratos oferecem aproximadamente R$ 20 milhões, o mesmo que oferecia o antigo patrocínio master da Caixa Econômica Federal.

"Estamos negociando com eles, para tentar devolver vantagens depois que a crise acabar. Mas precisamos do dinheiro agora", diz o presidente José Carlos Peres.

Quer dizer. É possível pensar em prorrogar os contratos por períodos maiores, sem aumentar o custo do patrocínio, por exemplo.

Outra ação tem a ver com os sócios torcedores. O Santos já tinha planejado ação para festejar seus 108 anos de história, no dia 14 de abril, oferecendo vantagens para novas adesões aos planos de sócios torcedores. Na prática, isso hoje representa dar descontos e vantagens e pedir a manutenção dos planos vigentes.

São aproximadamente 20 mil planos que devem ser mantidos. "Temos o plano Silver, de R$ 27. O valor é pequeno, mas faz muita diferença se o sócio puder continuar pagando."

Peres chama a atenção para a dependência coletiva, de um clube para outro ou de times para patrocinadores e torcedores. "Esta peste veio para nos mostrar que não vivemos sozinhos. Vamos ter de aprender que todos dependemos uns dos outros. Um clube também depende um do outro."

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.