Prova dos 9: motivos para a torcida do Fluminense se animar com a provável volta de Fred

Histórico artilheiro, fator Maracanã, carrasco de rivais, garoto-propaganda, vendas de camisa... Próximo de retornar ao clube, ídolo tricolor pode dar retorno dentro e fora de campo

Publicado em: 24 de Fevereiro de 2020
Autor: GloboEsporte.com — Rio de Janeiro
Fonte: GloboEsporte.com — Rio de Janeiro

 É claro que o Fred que está prestes a retornar para o Fluminense em 2020 não é o mesmo que deixou o clube em 2016. No entanto, o atacante, hoje com 36 anos, ainda pode dar retorno ao Tricolor seja dentro ou fora de campo. Por isso, enumeramos nove motivos - para ficar no número da camisa dele - para o torcedor tricolor se animar com a volta do ídolo.

1º – Histórico artilheiro

Fred é sinônimo de gol. Prova disso é que ele é o maior artilheiro da era dos pontos corridos do Campeonato Brasileiro com 147 bolas na rede, com muita vantagem sobre o segundo colocado: 40 a mais do que Diego Souza. No Fluminense, o centroavante é o goleador máximo do Século XXI e em jogos oficiais. Com 172 gols, fica apenas atrás de Waldo (319) e Orlando Pingo de Ouro (184) na história do Tricolor.

2º – Ainda tem lenha para queimar

Aos 36 anos, Fred não é mais o mesmo da década passada. Mas, como diz a sabedoria popular, ninguém desaprende a andar de bicicleta. Mesmo terminando a temporada passada em baixa na campanha do rebaixamento do Cruzeiro, ele fez um grande primeiro semestre e chegou a ser apontado como um dos principais centroavantes em ação no país. Caiu junto com todo o time mineiro no segundo semestre. Mesmo assim, terminou o ano com 21 gols, quatro a mais que Yony González, artilheiro do Fluminense em 2019.

3º – Características em falta

O setor de ataque é bastante concorrido no atual elenco tricolor. Porém, a maior parte das peças de Odair Hellmann é de jogadores de lado de campo. De centroavante o Fluminense conta com Evanilson, e Marcos Paulo também pode jogar na função. Já Felippe Cardoso, que chegou esse ano, ainda não convenceu.

4º – Esquema ideal para ele

Neste início de trabalho de Odair Hellmann no Fluminense, o técnico tem jogado com três atacantes em um esquema com pontas, que costuma favorecer centroavantes de área. Como é o caso de Fred, que é mais definidor de jogadas e precisa ter jogadores de velocidade para procurá-lo. E para isso sobram opções: Wellington Silva, Fernando Pacheco, Marcos Paulo, Caio Paulista, Matheus Alessandro...

5º – Fator Maracanã

Se o Fluminense é a casa de Fred, o Maracanã é seu habitat. O centroavante já marcou mais de 50 gols no estádio e é o maior artilheiro do Novo Maracanã: são 30 gols no palco após a reforma para a Copa do Mundo de 2014. Retornando ao Tricolor, ele voltará a jogar muitas vezes no local, que atualmente é administrado pelo clube das Laranjeiras junto ao Flamengo.

6º – Carrasco de rivais

Além de ser artilheiro, Fred tem fama de carrasco dos rivais e sempre gostou de estufar as redes dos principais adversários do Fluminense. Nos sete anos em que vestiu tricolor, o centroavante marcou seis gols no Flamengo, outros seis em cima do Vasco e 14 sobre o Botafogo, sua maior vítima.

7º – Papel de ídolo

O Fluminense conta atualmente com jogadores de nome no cenário internacional, como Ganso e Nenê, e multi-campeões no Brasil, como Henrique e Hudson. Mas nenhum deles tem identificação com a torcida e idolatria nas Laranjeiras. A figura do ídolo é que traz os holofotes para o esporte, e a chegada de Fred aumentaria o presença de público nos jogos e poderia atrair patrocinadores para o clube.

8º – Garoto-propaganda do novo sócio-torcedor

Fred também é peça-chave do clube para alavancar o número de sócios-torcedores, principal aposta da atual gestão para dar um respiro nas finanças do clube. Atualmente o Flu conta com aproximadamente 23 mil adimplentes. A meta da diretoria é pelo menos dobrar esse número em 2020, o que daria uma renda mensal de quase R$ 2 milhões. E o ídolo terá papel fundamental para atrair mais tricolores para os novos planos que estão programados para serem lançados ainda este mês.

9º – Vendas de camisas

Em toda a sua passagem pelas Laranjeiras, a camisa 9 de Fred sempre foi sucesso de vendas. O número liderava o ranking de camisas comercializadas até 2016, ano em que o ídolo saiu, segundo levantamento das lojas oficiais do clube na época. Seu retorno possivelmente fará aumentar a procura.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.