Relembre 4 ex-jogadores nascidos no TO que passaram por grandes clubes do Brasil

Na lista tem Roni (ex-Flu, Santos), Sandro Hiroshi (ex-São Paulo), Lúcio Bala (ex-Flamengo) e Tiba (ex-Corinthians)

Publicado em: 21 de Março de 2020
Foto Por: Agência Estado
Autor: GloboEsporte.com, Palmas, TO
Fonte: GloboEsporte.com, Palmas, TO
Roni atuando pelo Fluminense em 1999

 O futebol brasileiro está quase todo suspenso - em atividade segue apenas o Roraimense. A paralisação é devido ao Covid-19. Ligas importantes pelo mundo também seguem suspensas. Mas o GloboEsporte.com entrou em campo e fez uma lista de quatro ex-jogadores nascidos no Tocantins que atuaram pelos grandes clubes do futebol do Brasil. 

Ex-atacante Roni

O primeiro da lista é o ex-atacante Roni, que é tocantinense de Aurora do Tocantins. Roniéliton Pereira Santos, de 42 anos, brilhou pelos clubes que passou. O ex-jogador foi revelado pelo Vila Nova-GO, em 1990, seguiu para o Fluminense, onde se destacou. No tricolor Carioca, Roni foi convocado para a seleção brasileira.

Roni teve passagem pelo futebol da Rússia e Japão. Na carreira teve atuação marcante pelo Atlético-MG, colaborando para o acesso do time à Série A, em 2006.

Teve boa passagem pelo Cruzeiro em seguida. Esteve no Santos e foi o responsável pela assistência do primeiro gol de Neymar, em 2009, contra o Mogi Mirim. O ex-atacante aposentou no início de 2012, quando defendia a Anapolina-GO.

Ex-atacante Sandro Hiroshi

Sandro Hiroshi, 40 anos, deixou o futebol em 2013, quando atuava pelo Rio Branco-SP. O ex-jogador é natural de Araguaína, norte do Tocantins. Na carreira passou por Tocantinópolis, São Paulo, Flamengo, Guarani, e pelo futebol da Coreia do Sul. Mas o fato que marcou a carreira do tocantinense foi uma adulteração na idade.

O jogador se destacou pelo Rio Branco, de Americana, entre 1994 e 1999 - na base. Com bom desempenho no Paulista de 1999, foi vice-artilheiro da competição e chamou atenção do São Paulo, porém, na transferência um problema com documentos entre ex-clubes deflagrou o caso de adulteração de idade, o famoso "gato".

A adulteração foi descoberta após o Tocantinópolis, time que ele havia jogado na infância, exigiu receber uma quantia em dinheiro, na saída do Rio Branco para o São Paulo. Em entrevista ao GloboEsporte.com, em 2011, Hiroshi disse que a alteração no documento de identidade ocorreu em 1994, quando não havia completado 15 anos. Segundo ele, a fraude foi feita para que ele jogasse um campeonato de categoria dente de leite, que era televisionado, pelo Rio Branco.

Sandro aposentou em 2013 e atualmente se dedica ao tiro ao prato.

Ex-meia Lúcio Bala

Lúcio Pereira da Silva, 45 anos, é de Alvorada, norte do Tocantins. Na carreira teve passagem por Flamengo, Santos, Atlético-MG, Cruzeiro e viveu seus melhores momentos, quando surgiu no Goiás e depois na passagem pelo Fortaleza.Teve passagem pelo futebol da Coreia do Sul e México. No Tocantins, defendeu as cores de Palmas, Gurupi e Alvorada - time da cidade natal.

Lúcio Bala aposentou do futebol em 2015, quando atuou pelo Gurupi. Atualmente, Lúcio mora em Fortaleza-CE.

Ex-atacante Tiba

Arione Ferreira Guedes, 51 anos, conhecido como Tiba, é de Araguaína, norte do Tocantins. Na carreira, o tocantinense soma passagem por Vasco, Guarani, Portuguesa, Corinthians, Paysandu, Bragantino, entre outros times. Tiba ficou marcado na história do Bragantino com o gol do título do Paulista de 1990, no empate de 1 a 1 contra o Novorizontino.

Tiba aposentou dos gramados no início dos anos 2000, seguiu trabalhando com futebol em Araguaína. Chegou a participar da Copa São Paulo de 2015, como treinador do Araguaína, mas a equipe não avançou à segunda fase.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.