Casos de contaminação pelo Coronavírus em Miracema na maioria estão concentrados na mesma família

Publicado em: 03 de Junho de 2020
Foto Por: Divulgação
Autor: Da redação
Fonte: Portal LJ

O município de Miracema do Tocantins está passando por um aumento considerável nos casos de contaminação pelo coronavírus conforme o último Boletim Epidemiológico divulgado nessa terça-feira, 02 de junho (foto capa), pela prefeitura municipal através da secretaria de saúde.

 

Atualmente são 23 casos confirmados, dos quais quinze na cidade alta e oito na parte baixa da primeira capital, apesar das intensas ações promovidas pela gestão no sentido de dificultar a proliferação.

 

Esclarecimento  

 

Por mais paradoxal que possa parecer, um registro deve ser feito no sentido de instruir a comunidade que os casos não tem ocorrido em pontos isolados, portanto, a impressão de que nos "quatro cantos" de Miracema estaria havendo ocorrências não é verdade.

 

Segundo informações aproximadamente quarenta por cento deles estão concentrados em três famílias cujo vírus ao ser contraído por um dos seus integrantes foi passado para outros membros da residência.

 

A situação é preocupante, entretanto, não existe uma pulverização de ocorrências, ou seja, alta transmissão comunitária que estaria fora de controle.

 

O recente Decreto editado pela prefeitura cujo objetivo foi ajustar e estabelecer novas regras como o Toque de Recolher das vinte duas horas às cinco da manhã, por exemplo, segundo os órgãos fiscalizadores tem surtido efeito, e a expectativa é que haja uma contenção nos próximos dias.

 

Venda de bebidas alcóolicas

 

Conforme outra reportagem desta edição do PORTAL LJ, setores da população estão solicitando às autoridades que proíbam a venda de bebidas alcóolicas por um período determinado, pois, segundo eles, a comercialização dos referidos produtos se constitui no principal fator gerador de aglomerações.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.