Em Miracema, vereador Nasci da Ótica declara apoio a reeleição de Saulo Milhomem com Letícia Lira como pré-candidata a vice

Publicado em: 15 de Setembro de 2020
Foto Por: Ascom pré-campanha Saulo Milhomem
Autor: Ascom pré-campanha Saulo Milhomem
Fonte: Ascom pré-campanha Saulo Milhomem

Foi definido durante a convenção e divulgado na live “Juntos Por Miracema”, na última sexta-feira, 11, que o pré-candidato a prefeito da chapa é o atual gestor de Miracema Saulo Milhomem (Progressistas) e a pré-candidata a vice, é Letícia Lira (PCdoB), filha de Miracema e de tradicional família do município.

 

Foram definidos também 45 nomes que disputarão uma vaga no legislativo municipal, como vereadores.

 

Momentos antes da convenção, o vereador Nasci da Ótica (PSC), que está em seu 3º mandato e que até então era oposição ao atual gestor, declarou seu apoio.

 

“Estou com Saulo MIlhomem e Letícia Lira por entender que é o melhor projeto para Miracema, o município não pode parar. Tenho certeza que com eles que vamos continuar avançando para uma cidade cada vez melhor”, frisou o vereador.

 

“Estamos felizes em receber em nosso time o companheiro vereador Nasci da Ótica. Temos projetos importantes para Miracema e poder contar com a parceria de um nome expressivo na política local é com certeza um ganho ao nosso grupo”, destacou Saulo Milhomem.

 

A chapa conta com o apoio de seis vereadores atuantes, Adilson do Correntinho (PSD),Pedro da Farmácia (REPUBLICANOS), Branquinho (PROGRESSISTAS), Irmão Didan (REPUBLICANOS), Cirilo Douglas (PROGRESSISTAS) e Nasci da Ótica (PSC), apenas Nasci não tentará a reeleição.

 

Além do Progressistas como majoritário compõem a coligação o Partido Comunista do Brasil (PCdoB), Partido Republicanos, Partido dos Trabalhadores (PT), Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), Partido Social Democrático (PSD) e o Partido Democratas (DEM).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.