Quarta - Feira,
05 de Maio de 2021

Estudante de Miracema vence os desafios da pandemia e alcança 920 na redação do Enem

Autor: Seduc

Fonte: seduc.to.gov.br

Publicado em 13 de Abril de 2021 (Atualizado Há 3 semanas atrás)

Legenda: O apoio da escola e da família foram fundamentais para que o estudante Rennald voltasse a estudar

Autor da Foto: Seduc / Governo do Tocantins

O estudante Rennald Grabriel Lopes Rosa, 18 anos, aluno do Colégio Militar Santa Terezinha, localizado na cidade de Miracema, foi um dos alunos que ficou muito desmotivado para estudar depois da suspensão das aulas presenciais, por causa da pandemia do coronavírus.

Mas foi pensando nas oportunidades que poderia alcançar com os estudos que Rennald resolveu voltar a estudar.

Como tinha pouco tempo para se preparar para os Exames Nacionais do Ensino Médio (Enem), o estudante resolveu investir nas aulas de redação e o que ele não esperava aconteceu, ele alcançou a nota 920 na redação do Enem 2020.

“Então, fui pesquisar sobre o assunto no YouTube e comecei a estudar em casa. Posso dizer que não estudei para o Enem e esta é a primeira vez que faço uma prova do exame do ensino médio. Eu não esperava ter esse resultado tão bom na redação. Imaginei que tiraria uns 600 pontos”, frisou.

O mais importante que, mesmo ficando um tempo sem estudar, o aluno sempre teve contato com a escola.

Por meio de ligações telefônicas, das mensagens ou videoaulas enviadas pelo whatsapp ou das visitas domiciliares promovidas pelo Comitê de Busca Ativa, foi possível manter um elo entre a escola e o aluno.

E ter alcançado essa nota fez o estudante Rennald ficar mais motivado com a vida, a traçar novas metas para o futuro.

Atualmente ele já planeja entrar numa faculdade de Direito ou Ciências Contábeis e já está se preparando para o concurso da Polícia Militar.

A orientadora educacional do Colégio Militar Santa Terezinha, Márcia Alves da Silva Araújo, falou das alternativas que a escola promoveu para manter o estudante motivado.

“Sempre houve o cuidado de incentivarmos e motivarmos nossos alunos e familiares a enfrentarem juntos esse momento de desafios causados pela pandemia do coronavírus”, explicou.

Logo no início da suspensão das aulas presenciais, a escola criou grupos no whatsapp para manter a comunicação com os estudantes e com os pais.

E para ajudar os alunos que não tinham internet em casa, a escola promoveu as visitas domiciliares ou a comunicação via telefone.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Seu comentário aguardará aprovação antes de ser publicado no site

Sem Comentários