Movimento cai nas feiras livres em Miracema

Publicado em: 08 de Janeiro de 2021
Foto Por: Divulgação
Autor: Da redação
Fonte: Portal LJ
Ilustração

Um fato tem chamado a atenção dos frequentadores das feiras livres em Miracema do Tocantins.

 

As feiras Zé Corda Bié (cidade baixa) e Henos Belmiro Souto (cidade alta), tem diminuído de forma considerável o movimento em que pese as reformas recebidas que melhoraram as condições para os feirantes comercializarem seus produtos.

 

Conforme apurou a reportagem do PORTAL LJ junto a alguns consumidores um dos fatores é o preço de alguns produtos que apesar da inflação no país estão altos.

 

Outra situação comentada é a variação de preços, como por exemplo, a cebolinha e cheiro verde cujo pacote é vendido em alguns pontos por três reais e em outros por quatro.

 

Em geral, a indagação é que os feirantes não pagam impostos como os comércios estabelecidos de forma permanente que possuem mais despesas.

 

Por outro lado eles entendem que os custos aumentaram demasiadamente e são obrigados a repassar aos consumidores.

 

Alguns entrevistados sugeriram que se encontre um meio termo que irá facilitar tanto a venda como a compra dos produtos para que todos saiam ganhando.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.