Aluno comemora 940 na redação do Enem, mas diz que não vai usar a nota

Jovem teve uma das melhores médias do estado na redação, mas já tinha sido aprovado para o curso de sistema da informação. Ele fala da rotina de estudos e dá dicas para ir bem no exame.

Publicado em: 20 de Janeiro de 2018
Foto Por: Arquivo Pessoal
Autor: G1 Tocantins
Fonte: G1 Tocantins
Guilherme tirou 940 na redação do Enem

O estudante Guilherme Alves de Melo, de 17 anos, teve uma das melhores médias do estado na redação do Exame Nacional do Ensino Médio. Ele tirou 940 e comemora a conquista, mas a dedicação e tempo investidos foram recompensados antes do resultado do Enem.

Isso porque o rapaz conseguiu ser aprovado em 6º lugar no vestibular da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins) para sistemas da informação. Sem desmerecer a conquista no Enem, ele diz que vai optar pela vaga já alcançada.

"Meu objetivo era passar em sistemas na Unitins. O Enem ficou como segundo plano para tentar em outro local. Quero continuar na área porque fazia informática do Colégio Militar e desejo continuar na área", disse.

Além de passar o dia inteiro no Colégio Militar de Palmas, o jovem conta que passava pelo menos mais quatro horas por dia estudando e fazendo trabalhos. Ao ser questionado se tinha tempo para namorar ele respondeu. "Nada fixo, mas quando dava tempo", brincou.

Com a entrada no ensino superior garantida, Guilherme diz que valeu a pena todo o esforço e até abrir mão da diversão. "Você fica restrito a passeios, não se divertir muito e focar nos estudos para aguentar a pressão. Mas sempre tentava relaxar um pouco, eu gosto de tocar violão e sair com a família."

Cheia de orgulho, Daniele da Silva de Melo, mãe do adolescente, conta que o incentivo da família é fundamental. "Sempre foi em um menino muito estudioso e dedicado até pelo fato de a gente cobrar um pouco dele. É um orgulho porque ele veio sempre de escola pública. Sempre se esforçando, estudava durante a noite, madrugada."

Guilherme diz ainda que teve um pouco de dificuldade com o tema da redação desta edição, que tratou cobrou os desafios para a formação educacional de surdos no Brasil, mas deu dicas para quem ainda está tentando uma vaga pelo Enem.

"Na redação, o que eu levo como base é não se preocupar em fazer algo tão formal, colocar palavras muito complexas, e se preocupar mais com o conteúdo e com as ideias que você quer passar. Tem que escrever corretamente, mas se preocupando mais com o conteúdo e com os argumentos."

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.