Cerca de duas toneladas de drogas são apreendidas no Tocantins

Segundo a polícia, o Tocantins funciona como uma espécie de corredor do tráfico, por causa da localização que facilita trânsito das substâncias entre norte e sul do país.

Publicado em: 03 de Fevereiro de 2018
Foto Por: Reprodução/TV Anhanguera
Autor: G1
Fonte: G1
Cerca de duas toneladas de drogas foram apreendidas em 2017

Cerca de 2,5 toneladas de drogas foram apreendidas no Tocantins, em 2017. A localização do estado facilita o tráfico entre o Norte e Sul do país. A polícia disse que haverá mais rigor nas fiscalizações.

A quantidade de drogas apreendidas, em 2017, surpreende até a direção da Polícia Civil. "É um número bastante expressivo e a gente que em 2018 esse número vai aumentar porque a polícia está sendo estruturada, equipada, estão chegando novos profissionais, sobretudo delegados de polícia para fazer o combate do crime organizado", afirma o diretor da Polícia Civil no Tocantins, Márcio Girotto.

De acordo com a polícia, o Tocantins funciona basicamente como uma espécie de corredor do tráfico, por conta da posição geográfica. Como a maioria da droga apreendida vem do estado de Goiás é na região sul que são registradas a maior parte de apreensões.

Em Formoso do Araguaia, mais de 300 kg de cocaína foram pegos pela polícia em uma só abordagem. A droga seria levada para o norte e o nordeste do país.

É a maconha que lidera o ranking de apreensões no estado. Só em Palmas, por exemplo, no ano passado foram 242 kg apreendidos. Número maior que no ano anterior. O crack e as drogas sintéticas também aparecem no balanço geral. Comparando os últimos dois anos, a quantidade apreendida desses tipos de droga aumentou.

"Para 2018, a Denarc vai intensificar operações no combate a associações criminosas, ao crime organizado que é voltado para o tráfico", diz a delegada civil Luciana Coelho.

 

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.