Correios orientam moradores de Palmas a utilizarem padrão de endereço atual para receberem encomendas e correspondências

Sistema de endereçamento que está valendo é o que utiliza nomes como ARNO, ARNE, ARSO e ARSE para indicar em que parte da cidade a quadra fica. Mudança aconteceu há dois anos e placas continuam desatualizadas.

Publicado em: 11 de Janeiro de 2021
Foto Por: Reprodução/TV Anhanguera
Autor: G1 Tocantins
Fonte: G1 Tocantins
Placas continuam usando padrões de endereços que não valem mais

A superintendência dos Correios no Tocantins emitiu um alerta para que os moradores de Palmas passem a informar os endereços atualizados aos seus correspondentes e durante compras online. O processo de adequação do endereçamento foi concluído pela empresa pública há seis meses, apesar das placas pela cidade ainda continuarem com o endereço antigo. Muitas pessoas também seguem informando o padrão no formato 'Norte e Sul', que deixou de ser usado oficialmente.

 

A mudança no endereçamento de Palmas aconteceu há mais de dois anos, quando uma lei municipal retomou o padrão original da cidade. Os endereços que estão valendo são os mesmos que estão nas escrituras dos imóveis, com nomes como ARNO, ARNE, ARSO e ARSE para indicar em que parte da cidade a quadra fica.

 

Ao fazer as compras, os moradores também devem informar a alameda, quadra interna e número do lote. Segundo os Correios, além de manter em dia os cadastros, o endereço correto permite que a rotina de triagem de encomendas seja agilizada.


Quando a empresa recebe encomendas com o endereço insuficiente ou incorreto, os objetos acabam sendo devolvidos. Outra recomendação é que os lotes estejam corretamente sinalizados.

 

Em caso de dúvidas sobre o atual endereçamento, os moradores podem consultar os mapas das quadras no site da Prefeitura de Palmas. A consulta do CEP pode ser feito no site dos Correios.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.