Motoristas de aplicativos têm queda de até 80% no número de corridas após pandemia

Suspensão das aulas, adoção do teletrabalho e proibição de eventos fazem com que procura seja cada vez menor em Palmas.

Publicado em: 27 de Maio de 2020
Foto Por: Reprodução/TV Anhanguera
Autor:  G1 Tocantins.
Fonte:  G1 Tocantins.
Motoristas de aplicativos reclamam da queda no número de corridas

Os motoristas de aplicativos que trabalham em Palmas sentem no bolso os impactos da pandemia do novo coronavírus. Na rotina de trabalho, enfrentam uma queda significativa na quantidade de corridas.

 

Essa é a realidade dos quase 3 mil motoristas cadastrados na associação que representa a categoria no estado. "A gente está vivendo um momento muito difícil, muito delicado, porém os motoristas estão reclamando pela falta de corrida que caiu em média de 80% durante essa pandemia", disse o tesoureiro da associação Neilton Vieira.

 

Marinaldo Castro é motorista de aplicativo há um ano e meio e só tem essa fonte de renda. Antes chegava a fazer 30 corridas por dia e conseguia ganhar por mês R$ 2,5 mil. Com a pandemia, a quantidade de corridas caiu pela metade, reduzindo também o faturamento.

 

"O comércio fechado, principalmente, a falta de aulas e os eventos que não estão acontecendo mais. Existe a procura das pessoas que ainda estão trabalhando, mas a procura tem sido bem menor".

 

Dentro do veículo, máscaras e álcool em gel são obrigatórios. E na hora do pagamento, a máquina de cartão tem sido a mais usada. Todos esses cuidados são necessários para evitar a contaminação pela Covid-19. Quem continua na rua trabalhando, além da queda na venda, precisa se preocupar em se manter livre desse vírus.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.