Policiais penais impedem fuga de presos fazendo disparos de alerta na muralha da CPP de Palmas

Quatro presos participaram da tentativa de fuga na madrugada deste sábado (9). Eles usaram cordas e um gancho improvisado para escalar o pavilhão da unidade.

Publicado em: 11 de Janeiro de 2021
Foto Por: Reprodução
Autor: G1 Tocantins
Fonte: G1 Tocantins
Presos que foram flagrados tentando fugir da CPP de Palmas

Uma tentativa de fuga foi frustrada na madrugada deste sábado (9) pelos policiais penais da Casa de Prisão Provisória de Palmas. Os presos escaparam de uma das celas do pavilhão B, mas foram avistados pelos agentes que estavam de plantão na guarita da muralha. Tiros de alerta foram feitos e os detentos desistiram de continuar com o plano.

 

A ação dos presos foi registrada por volta de 2h. A informação é de que quatro homens serraram a grade do banheiro de uma cela e usaram um gancho e cordas para chegar ao telhado da CPP. Outros presos que estavam no mesmo local não participaram do plano de fuga.

 

Após os disparos de alerta, os presos voltaram para o interior do presídio e foram levados para uma nova cela. As cordas improvisadas e o objeto de metal utilizado como gancho foram apreendidos pelos policiais, junto com cabos de madeira usados para escalar o pavilhão.

 

O caso agora será apurado pela direção da CPP de Palmas.

 

Última fuga

 

A última fuga registrada na CPP de Palmas aconteceu em novembro do ano passado. Na ocasião, sete homens deixaram uma cela após abrirem um buraco na parede e ainda tiveram acesso a área de banho de sol antes de pularem o muro da unidade.

 

Na época, o presidente da associação dos policiais penais reclamou de problemas internos na CPP de Palmas e atribuiu a fuga à falta de servidores. Dos sete presos que escaparam, quatro continuam foragidos.

 

 

Fugas não eram registradas na CPP de Palmas pelo menos desde 2017, quando 22 homens conseguiram escapar após explodirem parte do muro da unidade. Em 2018, detentos voltaram a explodir a barreira, mas não conseguiram fugir. Já em 2019, para tentar conter as tentativas, a administração do presídio chegou a construir um muro subterrâneo com concreto.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.