Preço do arroz sobe quase 50% em julho desse ano nos supermercados de Palmas

Uma pesquisa realizada pelo Procon, em julho do ano passado, apontou que o valor do produto era de R$ 12,49. Levantamento feito entre os dias 20 e 21 deste mês mostra que o preço subiu para R$ 18,39.

Publicado em: 24 de Julho de 2020
Foto Por: Reprodução/TV Anhanguera
Autor: G1 Tocantins.
Fonte: G1 Tocantins.
Preço do arroz aumenta em julho desse ano nos supermercados de Palmas

O consumidor está sentindo no bolso o preço do arroz. É que um dos alimentos mais presentes na mesa do brasileiro teve alta de quase 50% nos supermercados de Palmas, em comparação com julho do ano passado.

 

Uma pesquisa realizada pelo Procon, em julho do ano passado, apontou que o valor do produto era de R$ 12,49. Outro levantamento feito entre os dias 20 e 21 deste mês mostra que o preço subiu para R$ 18,39.

 

A auxiliar de serviços gerais Ana Leia Alves mora com cinco filhos em Palmas. Eles passam o dia todo em casa, por causa da suspensão das aulas durante a pandemia do novo coronavírus. Por causa disso, o consumo de alimentos aumentou.

 

"Quando eles estudavam integram, consumiam menos porque eles ficavam o dia na escola. Só jantavam".

 

O arroz tem pesado no orçamento da família. Dá mais de R$ 8 por dia, só com arroz. Por lá, ninguém abre mão do arroz no prato. "Chamei para fazermos lanche à noite, mas não querem saber. Querem saber de janta, de lanche não", disse.

 

No supermercado, tem gente desistindo de levar o produto. "Eu achei que o arroz está muito mais caro do que o normal. A gente costuma comprar um pouco mais em conta. Estava de R$ 15, agora estamos encontrando de R$ 17, R$ 18", disse a fisioterapeuta Poliana Barros.

 

Para diminuir esse impacto no bolso, a administradora Itamá Queiroz abriu mão da qualidade. "Vou ter que comprar outro mais em conta porque o meu bolso não consegue comprar desse preço".

 

O aumento se justifica por vários fatores, como a exportação do arroz brasileiro para o exterior, a alta no câmbio, o preço do dólar, o clima, o frete, entre outros fatores.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.