Procura por testes de HIV tem queda em Palmas durante a pandemia

Cerca de dez pessoas procuravam o centro de referência por dia, mas agora a quantidade caiu pela metade. Veja onde fazer o exame e iniciar o tratamento contra o vírus.

Publicado em: 23 de Dezembro de 2020
Foto Por: Geovana Albuquerque/Agência Brasília
Autor: G1 Tocantins.
Fonte: G1 Tocantins.
Procura por testes de HIV caiu durante a pandemia

Desde que a pandemia começou a procura pelo teste de HIV caiu no Núcleo de Assistência Henfil, em Palmas. A média nos primeiros meses do ano era de dez pessoas fazendo o exame por dia. Agora, o número caiu pela metade.

 

Em 2019, 62 mil pessoas fizeram o exame pra HIV no Tocantins, conforme dados da Secretaria Estadual da Saúde (SES). De janeiro a novembro desse ano foram quase 41 mil testes. Uma queda grande se comparada ao ano passado.

 

A meta do Ministério da Saúde é testar até este ano 90% por cento da população brasileira para HIV neste ano. Em Palmas o exame também é feito nas unidades de saúde e nas unidades do Hemocentro, quando alguém vai doar sangue.

 

A coordenadora dos hemocentros Pollyana Gomes explica que no local não é dado diagnóstico. A referência para o atendimento é no centro de testagem e acolhimento, onde o paciente diagnosticado começa a tratar imediatamente. A enfermeira Maria Coutinho Lima diz que, enquanto a busca por testes diminuiu, os diagnósticos aumentaram.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.