Domingo,
26 de Setembro de 2021

Liminar determina realização de cirurgia em paciente com risco de rompimento da aorta; Sesau aguarda fim do processo de compra de “materiais especiais”

Autor: Cleber Toledo

Fonte: Cleber Toledo

Publicado em 24 de Julho de 2021 (Atualizado Há 2 meses atrás)

Legenda: Cirurgia sendo realizada no Hospital Geral de Palmas

Autor da Foto: Nielcem Fernandes/Governo do Tocantins

Decisão da 1ª Escrivania de Augustinópolis determinou liminarmente ao governo estadual a realização de cirurgia cardíaca em um paciente em até 10 dias, devido ao “altíssimo risco” de rompimento da aorta. A primeira manifestação do juiz Jefferson David ocorreu no dia 25 de junho, mas a demanda ainda não foi atendida. Em despacho nesta quinta-feira, 22, o magistrado elevou a multa diária por descumprimento de R$ 1 mil para R$ 5 mil e cobrou a apresentação de dois orçamentos da realização do procedimento cirúrgico.

Materiais especiais em processo de compra

Em nota à Coluna do CT, a Secretária da Saúde do Tocantins (Sesau) afirma que o paciente passou por consulta com especialista, que verificou a necessidade de “materiais especiais para a realização do procedimento”. A pasta afirma que já iniciou o processo de compra. “Logo que estes materiais sejam entregues será realizado um novo agendamento,  respeitando o prazo judicial fixado para o cumprimento da demanda”, afirmou.

Leia a íntegra:


“A Secretaria de Estado da Saúde (SES) esclarece que o paciente citado no processo já passou por consulta com especialista, onde se verificou a necessidade de materiais especiais para realização do procedimento, que estão em processo de compra.

A SES ressalta que tão logo estes materiais sejam entregues será realizado um novo agendamento,  respeitando o prazo judicial fixado para o cumprimento da demanda.

Palmas/TO, 23 de julho de 2021
Secretaria de Estado da Saúde
Governo do Tocantins”

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Seu comentário aguardará aprovação antes de ser publicado no site

Sem Comentários