Sábado,
04 de Dezembro de 2021

PM não registra intercorrências na 1ª etapa de aplicação de provas do Enem 2021

O balanço da operação de policiamento demonstrou que não houve  registro de nenhuma intercorrência, seja crime/ contravenção ou incidente de segurança, durante aplicação de provas em todo o Estado.

Autor: Lara Tavares/Governo do Tocantins

Fonte: Ascom

Publicado em 23 de Novembro de 2021 (Atualizado Há 2 semanas atrás)

Legenda: PM durante policiamento na aplicação de provas em Palmas

Autor da Foto: Adriano Rezende

Aconteceu neste domingo, 21, a 1ª etapa da aplicação de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), em 31 municípios do estado do Tocantins. A Polícia Militar realizou o policiamento ostensivo para garantir a plena realização do exame, a segurança dos estudantes, das instalações e dos aplicadores de prova em 123 instituições que foram aplicadas as provas regular e a digital.

A operação é coordenada pela Secretaria de Segurança Pública, por meio da Superintendência de Ações Integradas (SIOP), na qual a PM exerce a liderança situacional devido ao convênio celebrado com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) para execução do policiamento.

Na manhã de domingo, 21, a PM junto aos órgãos da operação integrada realizaram uma entrevista coletiva na sala de monitoramento no Quartel do Comando Geral em Palmas. Na ocasião, a chefe da seção de Planejamento operacional da corporação (PM3) e coordenadora estadual do policiamento do Enem, tenente-coronel Cristina Rodrigues, destacou que as ações de policiamento que iniciaram no sábado, 20, com as escoltas de interiorização das provas em apoio aos Correios. A tenente-coronel relatou  ainda que, "o policiamento estratégico para as duas etapas envolve a escolta, policiamento nos locais no dia da aplicação e a guarda das provas, sendo que a corporação empenhou cerca de 400 policiais militares e 200 viaturas no policiamento do Enem 2021".

O delegado de Polícia Civil e diretor do SIOP,  Ricardo Leal, ressaltou a importância da atuação entre as instituições de forma integrada, " a interlocução entre as instituições com o planejamento em conjunto aumenta a eficácia do emprego de recursos, o fluxo de comunicação entre os órgãos envolvidos  e o tempo de resposta  para ações na aplicação das provas".

A operação integrada é composta pela PMTO, Correios, Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Civil (PC), Seduc, Detran, Consórcio Aplicador Cesgranrio, INEP, Energisa, Corpo de Bombeiros Militar e Guarda Metropolitana em Palmas, Secretaria Municipal de Segurança e Mobilidade Urbana (SESMU) e demais órgãos de fiscalização e segurança municipais.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Seu comentário aguardará aprovação antes de ser publicado no site

Sem Comentários