Ao liberar bares e restaurantes, Dimas coloca Palmas como novo epicentro; Cinthia Ribeiro reage: “Me recuso a acreditar”

Publicado em: 17 de Julho de 2020
Foto Por: Montagem CT
Autor: Cleber Toledo
Fonte: Cleber Toledo
Prefeitos Cinthia Ribeiro e Ronaldo Dimas

Em edição suplementar do Diário Oficial de segunda-feira, 13, o prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas (Podemos), passou a autorizar o funcionamento de bares, restaurantes e afins.

 

O município justifica que este novo passo na reabertura gradual das atividades comerciais deve-se à desaceleração do contágio da Covid-19 e o crescimento da disponibilidade de leitos clínicos e de unidade de terapia intensiva (UTI).

 

Epicentro passa a ser Palmas

Para comentar a decisão, Ronaldo Dimas ainda comparou a situação do município à Capital. “A meu ver, o epicentro passa a ser Palmas. Estamos abaixo da média e a tendência é de queda. Temos hoje em funcionamento 46 leitos de UTI e 65 clínicos, com a possibilidade de ampliarmos mais 5 de UTI e 10 clínicos no Hospital Municipal de Campanha e os que aguardamos com a primeira etapa do Eduardo Medrado”, afirmou. Não é a primeira vez que o prefeito compara a situação das cidades para defender a administração. Em maio, o assunto foi a quantidade de testagens.

 

Vamos viver muito e não iremos ver tudo

A prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro (PSDB), se disse incrédula com a fala de Ronaldo Dimas direcionada à Capital.

 

“Vamos viver muito e não iremos ver tudo. Era só o que faltava! No meio de uma pandemia um gestor transfere o caos que vive para outro município. Me recuso a acreditar”, disse em publicação no Twitter. A tucana ainda sugere que o político deve ter “aprendido com alguém” esta postura, já que chegou a defender o uso de medicamentos contra o coronavírus sem a eficácia cientificamente comprovado, como a hidroxicloroquina.

 

Números

Araguaína chegou 5.077 casos de Covid-19, com 74 deles evoluindo a óbito. Palmas continua atrás com 3.058 confirmações da doença, sendo 26 mortes. Nos últimos dez dias, os municípios vêm se revezando na liderança de diagnósticos diários do novo coronavírus.

 

A flexibilização

O texto do novo Decreto de Ronaldo Dimas passa a liberar o funcionamento de bares, restaurantes e similares, mas com afastamento entre mesas, limitação do número de clientes, sem apresentações artísticas e horário de funcionamento determinado pelo Poder Público. O consumo de bebida alcoólica passa a ser permitida nesses estabelecimentos, mas continua proibida em locais públicos.

Clique para ler a íntegra do Decreto.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.