Apesar da antipatia de Amastha ao Palácio, Damaso tem carta na manga para atrair o PSB para seu palanque em 2020; entenda

Publicado em: 27 de Julho de 2020
Foto Por: Montagem Coluna do CT
Autor: Cleber Toledo
Fonte: Cleber Toledo
Deputado Damaso e ex-prefeito Carlos Amastha

Não é bem assim que um apoio do PSB, de Carlos Amastha, ao pré-candidato a prefeito de Palmas pelo PSC, deputado federal Osires Damaso, está totalmente descartado. Ainda que o parlamentar, um fiel aliado, tenha todas as simpatias do Palácio Araguaia, contra o ex-prefeito da Capital quer ficar de todo jeito.

 

Antagonismos à parte, o motivo que abre a possibilidade de Amastha ir para o palanque de Damaso é o mesmo que poderia colocá-lo no de outro pré-candidato a prefeito, o deputado federal Vicentinho Júnior (PL): uma vaga na Câmara Federal para o vereador e suplente de deputado Tiago Andrino (PSB).

 

Coligação de 2018

Nas eleições de 2018, o PSC de Damaso, como o PL de Vicentinho, se coligou com o PSB de Amastha. O grupo composto por PSB / PSDB / PR / Podemos / MDB / PSC elegeu três deputados federais — além de Vicentinho e Damaso, a deputada Dulce Miranda (MDB). Andrino ficou na primeira suplência. Logo, qualquer um dos três titulares que ausentar, o vereador do PSB assume.

 

Pode virar deputado

Ou seja, se Vicentinho ou Damaso virarem prefeito de Palmas, o braço direito de Amastha se torna deputado federal até o final de janeiro de 2023.

 

Uma causa maior

Como melhor é um passarinho na mão do que dois voando, bem conversado, Amastha e Andrino têm à sua frente a possibilidade de relevar as antipatias por uma causa maior.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.