Claudia diz que aguarda acórdão para impetrar embargos e que permanece elegível

A vice-governadora lembrou que o momento é delicado e que as pessoas devem se unir em torno da estabilidade política e econômica do estado.

Publicado em: 23 de Março de 2018
Foto Por: Elizeu Oliveira/ Governo do Tocantins
Autor: T1
Fonte: T1
Claudia Lelis afirma que entrará com embargos e continua firme nas eleições 2018

A vice-governadora do Estado do Tocantins, Claudia Lelis (PV) falou com T1 por telefone na tarde desta quinta-feira, 22, afirmando que o resultado do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é uma decisão que só cabe ser acatada. 

No entanto, afirma que aguarda publicação do acórdão para impetrar os embargos cabíveis.   

“É obvio que uma decisão dessas só nos cabe acatar, mas logo que o acórdão seja publicado entramos com os embargos”, afirma.

A vice-governadora lembrou que o momento é delicado e que as pessoas devem se unir em torno da estabilidade política e econômica do estado.

 

Pretensões Eleitorais

 

A vice-governadora ressaltou que a cassação da chapa não compromete a sua elegibilidade e nem suas pretensões eleitorais.

“Permaneço firme no propósito de continuar a dar minha contribuição ao povo do Tocantins e mantenho o meu nome para disputa eleitoral deste ano”, confirmou.

 

Entenda

 

Por cinco votos a dois, o TSE cassou nesta quarta-feira, 22, os mandatos do governador do Tocantins, Marcelo Miranda (MDB), e de sua vice, Cláudia Lelis (PV).

Eles são acusados de captação ilícita de recursos para a campanha de 2014.

Ainda de acordo o voto da corte, a decisão tem efeito imediato.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.