Claudia Lelis se posiciona contrária ao projeto de transposição do Rio Tocantins

Para a vice-governadora são necessários estudos mais aprofundados sobre os impactos do projeto, além de um debate direto com a sociedade

Publicado em: 27 de Fevereiro de 2018
Foto Por: Secom Tocantins
Autor: T1
Fonte: T1
Vice-governadora do Tocantins, Claudia Lelis

Em participação no Fórum e Encontro de Bacias Hidrográficas do Tocantins, na tarde desta segunda-feira, 26, a vice-governadora Claudia Lelis se posicionou contrária ao projeto que prevê a transposição do Rio Tocantins.

“Cuidar dos nossos recursos hídricos é uma prioridade na nossa gestão. Tivemos a oportunidade de trazer pela primeira vez, para o Tocantins, o debate sobre esse projeto que tanto tem repercutido e que é de interesse direto da população tocantinense”, afirmou.

O projeto de lei nº 6569/2003, de autoria do deputado federal Gonzaga Patriota (PSB-PE), prevê a interligação das águas do Rio Tocantins com o Rio Preto, para assegurar a navegação desde o Rio São Francisco até o Rio Amazonas.

Para a vice-governadora, são necessários mais estudos sobre o projeto e seus impactos, ressaltando que a dificuldade hídrica também é uma realidade vivenciada no Tocantins, não estando em posição de abrir mão deste tipo de recurso. “Embora o Tocantins seja privilegiado em recursos hídricos, vários municípios, não só no Sudeste do estado, sofrem com a falta de água. Nos solidarizamos com as comunidades nordestinas que sofrem com a estiagem, no entanto, para o governador Marcelo Miranda e para mim, enquanto vice-governadora, o interesse do Estado e, principalmente, da população tocantinense, vem sempre em primeiro lugar”, concluiu.

 

Debate

 

Além da vice-governadora, o debate durante o Fórum contou com a presença do autor do projeto, representantes de comitês de bacias hidrográficas, pesquisadores, ongs e ambientalistas. A programação, que segue até esta terça-feira, 27, também engloba da mobilização para o 8º Fórum Mundial da Água, que acontece de 18 a 23 de março em Brasília.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.