Eli Borges diz que desta vez tem apoio do partido, defende que Palmas deixe “mesmice administrativa” revela conversa com Carlesse

Publicado em: 17 de Agosto de 2020
Foto Por: Luis Macedo/Câmara)
Autor: Cleber Toledo 
Fonte: Cleber Toledo 
Deputado Eli Borges, pré-candidato a prefeito de Palmas

Política

O deputado federal Eli Borges (SD) é pré-candidato a prefeito de Palmas pela terceira vez, mas, avisou em sua participação no quadro Conversa de Política, que agora tem o apoio do partido no Tocantins e na executiva nacional, a quem cabe a prerrogativa de decidir sobre a disputa em capitais e cidades com mais de 200 mil habitantes. Nas duas outras tentativas de construir sua candidatura, em 2008 e 2012, Eli estava no MDB e viu seu projeto ser atropelado — na primeira chegou a ir à convenção, que revelou agora saber que perderia, mas o Palácio Araguaia, na época sob o comando do governador Marcelo Miranda, levou a sigla para o palanque da ex-prefeita Nilmar Ruiz (PL); e na segunda, o MDB decidiu apoiar Marcelo Lelis (PV), o nome de Siqueira naquela disputa.

Tem coragem

Eli disse que seus adversários aproveitaram essa situação para espalhar um marketing viral de que ele não teria coragem de ir para o enfrentamento. “E não é verdade. Nas duas vezes em que tentei fui até onde poderia ir. Coragem eu tenho. Tanto é que tenho oito mandatos e todos eles com muita determinação, com muitas dificuldades, mas muito propositivos e vitoriosos”, lembrou.

Mesmice administrativa

O pré-candidato disse respeitar a prefeita Cinthia Ribeiro (PSDB), que quer fazer uma campanha propositiva, mas defendeu que Palmas precisa sair da “mesmice administrativa” dos últimos anos com um choque de gestão, através de ações como rever a carga tributária e estimular o desenvolvimento do turismo.

Não conversa com alguns setores

Sobre construção de sua candidatura, Eli afirmou que não conversa com alguns setores, mas não quis, por enquanto, adiantar quais. Para o deputado, sua luta eleitoral tem um perfil, mas também receitou que nunca se pode fechar a porta para ninguém.

Conversas iniciais

Eli defendeu uma parceria com o Estado “em nome da Capital” e revelou que tem ocorrido “conversas iniciais” sobre ele poder ser o candidato do governador Mauro Carlesse (DEM) em Palmas. O deputado definiu que as conversas estão se dando “de maneira muito interessante”. “Mas a sociedade conhece minha postura firme”, ressalvou. O parlamentar adiantou que, se for eleito for prefeito, exercerá seu mandato com independência.

Um governo interessante

O pré-candidato lembrou que Carlesse governa o Estado “num momento de crise”, que “passou por um momento muito difícil, que foi o da austeridade, as críticas vieram, mas já está conseguindo retomar muitas coisas que temos que respeitar”. “Considero um governo interessante”, avaliou.

É muito bem-vindo

Eli avisou que se o governador “vir para somar” não rejeitará “o apoio da dimensão do governo do Estado”. “Mas lembrando sempre, e ele sabe disso, que continuará tendo meu respeito, mas qualquer apoio que receber não significa que será uma administração rendida como houve nas administrações no passado. Será uma administração com uma visão correta das coisas, respeitosa, mas cada um cuidando do seu pedaço. Tenho um respeito muito grande pelo Carlesse e ele é muito bem-vindo, sim”, reforçou o deputado.

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.