Segunda - Feira,
19 de Abril de 2021

Governador diz que TO será o primeiro estado a fazer vacinação da Covid-19, mas Ministério da Saúde não confirma

Governador explica como será a vacinação em massa contra a Covid-19 no Tocantins

Autor: G1 Tocantins

Fonte: G1 Tocantins

Publicado em 31 de Outubro de 2020 (Atualizado Há 6 meses atrás)

Legenda: Sem Legenda

Autor da Foto: Reprodução

O governador do Tocantins, Mauro Carlesse (DEM) disse nesta sexta-feira (30) ter recebido a informação de que o Tocantins seria o primeiro estado a receber a vacinação contra o novo coronavírus. Ele afirmou que o processo começaria assim que fosse definida qual a vacina que será utilizada na imunização em massa da população.

 

"Uma informação que nós temos, nas reuniões que eu tenho feito junto com o secretário, com o Ministério da Saúde é que: determinando qual a vacina que vai ser colocada para o Brasil, o Estado do Tocantins será o primeiro estado a fazer a vacinação em massa, segundo o nosso secretário e ministro da saúde", disse Carlesse.

 

Horas depois, em nota oficial, o Ministério da Saúde não confirmou a informação. O órgão afirma que a vacina que for aprovada pela Anvisa vai chegar a todos os estados brasileiros através do Programa Nacional de Imunizações (PNI).

 

Quando fez a declaração, Carlesse estava entregando leitos clínicos para pacientes com Covid-19 instalados dentro da obra de uma hospital em Gurupi.

 

Ele disse ainda que se sentia honrado pela suposta prioridade que o estado receberia. "Isso é uma honra muito grande para nós. E agradecer aqui o [presidente] Jair Bolsonaro por tudo o que tem nos feito, nos ajudado , principalmente agora na situação da pandemia", disse.

 

G1 procurou o governo do Tocantins para saber de quem o governador recebeu a garantia de que o estado seria priorizado e aguarda retorno.

 

Até o momento, não há decisão sobre qual a vacina que será utilizada para imunização geral da população e quando a vacinação deve começar. No Brasil, há ao menos 11 projetos de candidatas a vacina contra a Covid-19, de acordo com levantamento do G1. Todos estão sendo desenvolvidos em universidades e instituições de pesquisa públicas do país.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Seu comentário aguardará aprovação antes de ser publicado no site

Sem Comentários