Medidas de contenção na Câmara de Palmas são resultado da queda de quase R$ 12 milhões no duodécimo

Publicado em: 14 de Janeiro de 2021
Foto Por: Divulgação/Dicom
Autor: Cleber Toledo
Fonte: Cleber Toledo
Sede da Câmara de Vereadores de Palmas

O vereador Moisemar Marinho (PDT) disse à Coluna do CT que aprovou as medidas anunciadas nessa segunda-feira, 11, pela presidente da Câmara, Janad Valcari (Podemos).

 

Ela vai encerrar o contrato para locação de veículos para gabinetes dos vereadores e, consequentemente, extinguir as despesas com combustível, além de não pagar a Cota de Despesa de Atividade Parlamentar (Codap) de janeiro — R$ 11 mil por parlamentar.

 

Janad calcula uma economia de R$ 3,456 milhões — R$ 2,256 milhões com veículos e mais R$ 1,2 milhão de combustível durante sua gestão, que vai até dezembro de 2022.

 

Redução de quase R$ 12 milhões

Moisemar Marinho explicou que as medidas foram necessárias por conta da previsão de queda de quase R$ 12 milhões no duodécimo da Câmara neste ano. “Senão a conta não fecha”, disse o parlamentar.

 

De 6% para 5%

Segundo ele, além de o orçamento do município não ter tido um crescimento considerável, houve uma redução no duodécimo por conta do crescimento populacional de Palmas. “Quando a população passa de 300 mil, o índice do duodécimo cai de 6% para 5% das receitas tributárias e transferências”, explicou o vereador. “Isso provocará uma queda drástica no orçamento da Câmara”, disse Moisemar.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.