Ministro da Saúde defende adiamento das eleições municipais

Luiz Henrique Mandetta comentou sobre o assunto em reunião virtual com prefeitos para discutir ações contra o novo coronavírus

Publicado em: 24 de Março de 2020
Foto Por: Fabio Posebom/Agência Brasil
Autor: Lu Aiko Otta e Cristiano Zaia, Valor — Brasília
Fonte: valor.globo.com

 Em reunião virtual com prefeitos para discutir ações contra o novo coronavírus, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, defendeu há pouco o adiamento das eleições municipais. “A eleição vai ser uma tragédia”, afirmou. “Vai todo mundo querer fazer ação política.”

A teleconferência, disse o ministro, foi convocada porque o Ministério da Saúde vai descentralizar recursos diretamente para algumas prefeituras. Porém, ressalvou, o uso do dinheiro tem de ser feito de forma articulada. “Se não, vai começar um a predar o outro, disputar profissional”, disse.

O presidente Jair Bolsonaro saiu do Palácio da Alvorada e participou por alguns minutos da reunião virtual realizada no Ministério da Saúde. Estava acompanhado de seu filho, o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ).

Ontem, o líder do PSL no Senado, Major Olímpio (SP), afirmou durante “live” no Facebook que está reunindo assinaturas para apresentar uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) adiando o pleito municipal para 2022.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.