Morre Gilson Menezes, primeiro prefeito eleito pelo PT, aos 70 anos

Segundo o partido, ele buscava um transplante de rim. Sepultamento está marcado para as 10h desta segunda-feira

Publicado em: 24 de Fevereiro de 2020
Foto Por: Partido dos Trabalhadores/Divulgação
Autor: VEJA
Fonte: VEJA
O ex-prefeito de Diadema Gilson Menezes, que morreu na madrugada deste domingo, 23 

Morreu na madrugada deste domingo, 23, aos 70 anos, Gilson Menezes, um dos fundadores do PT e primeiro prefeito a ter sido eleito pelo partido, em Diadema, na Região Metropolitana de São Paulo. De acordo com a legenda, Menezes estava há quatro meses em Santa Catarina em busca de um transplante de rim e seu caso era grave. A causa da morte não foi informada. O corpo do ex-prefeito foi velado na Câmara Municipal de Diadema e o sepultamento está marcado para as 10h desta segunda-feira, 24.

 

Gilson Luiz Correia de Menezes nasceu em 16 de julho de 1949 na cidade de Miguel Calmon (BA) e se mudou para Diadema aos 11 anos. Metalúrgico, foi um dos líderes das greves de 1979, durante a ditadura militar.

 

Após assinar a fundação do PT, em 1980, Menezes foi eleito prefeito de Diadema em 1982 com 23.310 votos, tendo como vice Paulo Afonso da Silva, também do PT. Ele ficou à frente da prefeitura entre 1983 e 1988, ano em que saiu do PT. Depois, foi eleito deputado estadual por dois mandatos, até 1996, quando, já no PSB, voltou à prefeitura de Diadema, que dirigiu até 2000.

 

EM 2008, elegeu-se vice-prefeito da cidade na chapa de Mário Reali (PT), derrotada na busca pela reeleição em 2012, quando o atual prefeito, Lauro Michels (PV), foi eleito pela primeira vez.

 

Publicidade

 

A última participação de Gilson Menezes em uma eleição foi em 2016, quando tentou e não conseguiu uma vaga na Câmara Municipal de Diadema. Candidato pelo PDT, ele recebeu apenas 360 votos naquele ano.

 

Em entrevista a VEJA em outubro de 2016, Menezes disse que, àquela altura, sentia “vergonha” do PT por causa dos casos de corrupção. “Eu me sinto envergonhado. Esse não foi o objetivo pelo qual criamos o partido. Ele nasceu para ser diferente e acabou ficando igual aos outros. Eu lamento muito pelo que o partido está passando hoje”, afirmou.

 

A Prefeitura de Diadema decreto luto oficial de três dias, até esta terça-feira, 25. “Gilson foi um homem de ideais, acreditou no que fez e fez o que acreditou ser o melhor para a nossa cidade. Foi prefeito por duas vezes, vice-prefeito, deixou marcas que nunca serão esquecidas em nossa cidade”, disse o prefeito Michels.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.